AS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL SAIBA MAIS! @Marcostaddeu Informe-se pelo TEL: (0XX12) 9 9701-2427 e-mail: santuariodejacarei@gmail.com BLOG OFICIAL

sexta-feira, 14 de julho de 2017

14 de julho - Dia de São Camilo de Léllis

São Camilo de Léllis
1550-1614
Fundou a congregação dos Ministros Camilianos

 
JACAREÍ, 18 DE JULHO DE 2010
MENSAGEM DE SÃO CAMILO DE LÉLLIS 
COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA

"- Amados irmãos! Eu, CAMILO DE LELLIS servo do Senhor, servo da Virgem Maria vos saúdo e vos dou hoje a paz. Paz ao vosso coração! Paz à vossa alma! Paz à vossa vida! Nada perturbe a vossa Paz! Que a vossa Paz seja Deus! Que a vossa Paz seja a Mãe de Deus!


Que a vossa Paz seja a continua prática, obediência e observância da Palavra de Deus, da Palavra do Senhor, que vos é dirigida neste tempo, nestas Aparições. Que a vossa paz seja a Verdade, seja o viver continuamente em Deus, em Sua graça, em Sua lei, em Sua Amizade. Nada, nem ninguém poderá destruir a vossa paz, se a vossa paz for Deus, for o amor incondicional, total, pleno a Ele e à Maria Santíssima, se a vossa paz for a obediência à palavra, às Mensagens Deles, nada, nem ninguém poderá jamais roubar esta paz dos vossos corações e das vossas almas.Vós sabeis que Eu sou o padroeiro dos médicos, dos enfermeiros, dos que cuidam dos que sofrem e dos doentes.

É a Minha missão ser o enfermeiro das vossas almas, ser o enfermeiro dos vossos corações, tantas vezes cansados e abatidos das batalhas contra o demônio, contra o pecado, contra a dureza, a rebeldia e a desobediência das almas que encontrais no vosso caminho e que não aceitam as Mensagens da Senhora, que não querem o que Ela quer, que não querem cumprir as ordens Dela, as ordens do Senhor.

É Minha missão curar sempre mais as vossas almas, que sofrem o choque do bem contra o mal, da verdade contra a mentira, da fé contra a incredulidade e apostasia, da obediência contra a desobediência que encontrais em tantas almas todos os dias e que ao chocarem ao vosso coração tantas vezes deixam em vossos corações marcas profundas de tristeza, perplexidade, desânimo e desalento.

É Minha missão curar essas feridas em vós, dar-lhes novo ânimo, novo alento, novo vigor no serviço do Senhor e de Maria Santíssima e levar-vos sempre mais adiante, sempre mais à frente, como apóstolos corajosos e destemidos que não se envergonham de levar a luz, que não se amedrontam diante da recusa do mundo em receber essa luz, que não se intimidam diante das ameaças do mundo, sempre mais rebelde a Deus e à Sua lei de amor.

É Minha missão curar os vossos corações também das feridas provocadas em vós pelo pecado que ainda trazeis dentro de vós. Estas misérias, estas chagas abertas em vós devido aos vossos defeitos sempre repetidos e cometidos, os vossos pecados sempre repetidos e cometidos, essas chagas Eu quero curar com o bálsamo do amor divino, com a doçura do Céu, com o amor da comunhão de todos os Santos que por vós rezam, por vós intercedem, por vós lutam, por vós também batalham a cada dia procurando sempre mais afastar de vós o mal, a violência, as ocasiões de pecado, as armadilhas do inimigo, de forma que, cada dia o vosso coração sempre mais forte, sempre mais vigoroso ame a Deus com todas as suas forças, ame a Virgem Santíssima com todas as suas forças e ame o próximo, trabalhe pela salvação das almas cada vez mais para maior alegria do Senhor, para maior contentamento do Coração Imaculado de Maria e júbilo de todo o Paraíso.

É Minha missão curar as vossas almas e os vossos corações das feridas provocadas pelo demônio. Ele golpeia-os cada dia mais com tentações, com sugestões, com idéias que vos levam ao pecado, pois ele conhece as vossas más inclinações, conhece as vossas fraquezas, estuda, analisa o vosso comportamento, o vosso jeito de ser, a vossa tendência natural ao mal e arma os planos mais inteligentes para um Anjo decaído como ele para levar-vos todos os dias a ofender o Senhor, a vos afastardes Dele e de Maria Santíssima pelo pecado, fazendo com que caiais continuamente em vossas fraquezas.

Quero curar os vossos corações destas chagas que o inimigo da vossa salvação abriu, levando-vos sempre mais a resistirdes ao mal, a opordes às tentações do demônio as virtudes, aos vossos defeitos opordes as virtudes, levando-vos cada dia mais também a viverem uma vida de profunda oração, intimidade e comunhão com Deus, com Maria Santíssima, conosco os Santos e com os Anjos. Levo-vos cada dia mais ao amor maior, mais abrasado e profundo à Palavra de Deus, à Palavra de Maria Santíssima, às Mensagens Celestes que já há 20 anos vos são dadas aqui e que em tantos lugares da Terra já há muitos mais anos.

É minha missão levar-vos a uma vida de profundo sacrifício e penitência, de renúncia a vós mesmos e à vossa vontade corrompida, de renúncia ao mal e de perfeita mortificação de todos os vossos desejos desordenados para que assim, cada dia mais, vivendo uma vida perfeita na oração, no sacrifício, na penitência, na sobriedade, na temperança, no equilíbrio cristão dos Santos, na perfeita renúncia de vós mesmos e do mundo, possais seguir cada vez mais fortes e mais resistentes às tentações e à ação do inimigo infernal, do nosso inimigo que todos os dias trama a vossa condenação. Assim, escapareis sempre mais ilesos e cada vez mais fortes de suas tentações e ciladas e vós então, como verdadeiros campeões, guerreiros vitoriosos da santidade podereis um dia chegar junto de Nós no Céu e receber aquela coroa que Nós, os Santos, já recebemos por termos combatido o bom combate aguerridamente até o final.

É Minha missão curar-vos de todos os males também do vosso coração, do vosso íntimo, da vossa mente, da vossa natureza humana e até mesmo do vosso corpo porque o Senhor deseja que vós sejais guerreiros, soldados plenamente fortes, plenamente firmes, plenamente aguerridos na luta, na batalha pela salvação das almas e para fazer a Verdade, a santa Fé Católica, o Coração Imaculado de Maria triunfar no mundo. Pedi-me as graças, as curas para a alma, pois essas todas Deus quer vos conceder. Pedi-me as graças de cura para o corpo, mas sem vos apegar-vos a elas, porque muitas vezes Deus permite a vós também o sofrimento para que com ele vós possais salvar mais almas, mas pedi-me, porque muitas curas físicas o Senhor deseja realizar por meio de Mim, para que tenhais saúde, não para voltardes ao mundo e vos perderdes com o mundo, mas para que vos torneis apóstolos valorosos, na luta pela salvação das almas, pelo triunfo do bem sobre o mal, da luz sobre as trevas, da verdade sobre a mentira, de Deus sobre Satanás, do Céu sobre o Inferno.



Eu prometo rogar por vós, incessantemente, como já tenho feito até agora a todo o instante no trono do Senhor e de Sua Mãe Santíssima. Vivei a verdadeira devoção a Nós, os Santos, pois essa verdadeira devoção vos levará ao Céu, ao Paraíso, a Deus, e Nós os Santos do Senhor vos conduziremos em segurança pela estrada certa, que Nós já descobrimos, trilhamos e com a qual chegamos vitoriosos ao Céu. Nós vos levaremos por esta estrada e não descansaremos enquanto não vos vermos Conosco na glória eterna.
Deixai-vos conduzir por Nós, deixai-vos guiar por Nós, formar por Nossas Mensagens, as Mensagens que vos damos aqui. Fazei a nossa Hora de oração às quartas-feiras com mais amor, porque através dessa ‘Hora Santa’ vos transformaremos naqueles maiores Santos que a Santíssima Virgem deseja produzir no final dos tempos para maior glorificação de Deus, da Santíssima Trindade, da Verdade e para maior humilhação, derrota e desgraça no Inferno e suas potências. Vós sois chamados a serdes estes Santos e os sereis de fato, se vos deixardes conduzir e formar por Nossas Mensagens.

A todos neste momento, Eu CAMILO DE LELLIS, abençôo generosamente com a Mãe de Deus e com todos os Santos e Anjos do Paraíso. A paz, Marcos, predileto dos Santos, amado dos Santos, eleito nosso. A paz, Meu povo bem amado.”

************************************************
 
São Camilo de Léllis
1550-1614
Fundou a congregação dos Ministros Camilianos


Camila Compelli e João de Lellis eram já idosos quando o filho foi anunciado. Ele, um militar de carreira, ficou feliz, embora passasse pouco tempo em casa. Ela também, mas um pouco constrangida, por causa dos quase sessenta anos de idade. Do parto difícil, nasceu Camilo, uma criança grande e saudável, apenas de tamanho acima da média. Ele nasceu no dia 25 de maio de 1550, na pequena Bucchianico, em Chieti, no sul da Itália. 

Cresceu e viveu ao lado da mãe, uma boa cristã, que o educou dentro da religião e dos bons costumes. Ela morreu quando ele tinha treze anos de idade. Camilo não gostava de estudar e era rebelde. Foi então residir com o pai, que vivia de quartel em quartel, porque, viciado em jogo, ganhava e perdia tudo o que possuía. Apesar do péssimo exemplo, era um bom cristão e amava o filho. Percebendo que Camilo, aos quatorze anos, não sabia nem ler direito, colocou-o para trabalhar como soldado. O jovem, devido à sua grande estatura e físico atlético, era requisitado para os trabalhos braçais e nunca passou de soldado, por falta de instrução. 

Tinha dezenove anos de idade quando o pai morreu e deixou-lhe como herança apenas o punhal e a espada. Na ocasião, Camilo já ganhara sua própria fama, de jogador fanático, briguento e violento, era um rapaz bizarro. Em 1570, após uma conversa com um frade franciscano, sentiu-se atraído a ingressar na Ordem, mas foi recusado, porque apresentava uma úlcera no pé. Ele então foi enviado para o hospital de São Tiago, em Roma, que diagnosticou o tumor incurável. 
Sem dinheiro para o tratamento, conseguiu ser internado em troca do trabalho como servente. Mesmo assim, afundou-se no jogo e foi posto na rua. Sabendo que o mosteiro dos capuchinhos estava sendo construído, ofereceu-se como ajudante de pedreiro e foi aceito. 

O contato com os franciscanos foi fundamental para sua conversão. 

Um dia, a caminho do trabalho, teve uma visão celestial, nunca revelada a ninguém. Estava com vinte e cinco anos de idade, largou o jogo e pediu para ingressar na Ordem dos Franciscanos. Não conseguiu, por causa de sua ferida no pé. 

Mas os franciscanos o ajudaram a ser novamente internado no hospital de São Tiago, que, passados quatro anos, estava sob a sua direção. Camilo, já tocado pela graça, dessa vez, além de tratar a eterna ferida passou a cuidar dos outros enfermos, como voluntário. Mas preferia assistir aos doentes mais repugnantes e terminais, pois percebeu que os funcionários, apesar de bem remunerados, abandonavam-nos à própria sorte, deixando-os passar privações e vexames. 

Neles, Camilo viu o próprio Cristo e por eles passou a viver. Em 1584, sob orientação do amigo e contemporâneo, também fundador e santo, padre Filipe Néri, constituiu uma irmandade de voluntários para cuidar dos doentes pobres e miseráveis, depois intitulada Congregação dos Ministros Camilianos. Ainda com a ajuda de Filipe Néri, estudou e vestiu o hábito negro com a cruz vermelha de sua própria Ordem, pois sua congregação, em 1591, recebeu a aprovação do Vaticano, sendo elevada à categoria de ordem religiosa. 

Eleito para superior, dirigiu por vinte anos sua Ordem dos padres enfermeiros, dizem que com "mão de ferro" e a determinação militar recebida na infância e juventude. Depois, os últimos sete anos de vida preferiu ficar ensinado como os doentes deviam ser tratados e conviver entre eles. Mesmo sofrendo terríveis dores nos pés, Camilo ia visitar os doentes em casa e, quando necessário, chegava a carregá-los nas costas para o hospital. Nessa hora, agradecia a Deus a estatura física que lhe dera. 

Recebeu o dom da cura pelas palavras e orações, logo a sua fama de padre milagreiro correu entre os fiéis, que, ricos e pobres, procuravam sua ajuda. Era um homem muito querido em toda a Itália, quando morreu em 14 de julho de 1614. Foi canonizado em 1746. São Camilo de Lellis, em1886, foi declarado Padroeiro dos Enfermos, dos Doentes e dos Hospitais.

 
SÃO CAMILO DE LELIS
Camilo nasceu no ano 1550 em Bucchianico, nos Abruzzos, no antigo Reino de Nápoles.
Como aconteceu com São João Batista, sua mãe já era avançada em idade quando o concebeu.
O pai, a serviço das armas, vivia mais nos acampamentos e campos de batalha do que no lar.
Como poderia uma mãe idosa educar um menino que se tornou muito crescido para sua idade, e de um temperamento belicoso como o sangue que lhe corria nas veias?
Apesar disso, conseguiu ensinar-lhe os rudimentos da Religião.
Mas, sem que ela o soubesse, a par disso o menino aprendia também o segredo dos naipes e dos dados, e aos 12 anos já era um viciado jogador.


Entre o jogo e as armas

Com a morte da mãe, Camilo entregou-se desvairadamente ao jogo, perdendo tudo o que tinha.
Entrou então para o exército, onde aprendeu as virtudes e os vícios dos soldados.
Como o pai, foi alistar-se no exército que a República de Veneza meritoriamente recrutava para combater os turcos muçulmanos.
Mas no caminho seu pai, João de Lelis, faleceu e foi enterrado perto de Loreto.
Da herança de seu progenitor, Camilo recebeu um arcabuz e uma espada; e da herança divina, uma chaga misteriosa na perna, que aparecerá sempre que necessário, para conduzi-lo ao caminho de sua futura vocação.
A fome e a miséria, e sobretudo a supuração de sua chaga, fizeram-no desistir da carreira militar.
Tocado pelo exemplo de dois franciscanos, com sua modéstia e doçura, Camilo fez voto de ser um deles. Mas por causa da chaga, não foi recebido.
Acabou indo para Roma, sendo recebido no Hospital dos Incuráveis como enfermeiro, para curar a perna e ganhar algum dinheiro.
Mas a paixão do jogo o perseguia, e ele fugia do hospital para ir atrás das cartas. Como incorrigível, foi expulso do hospital.

Combatia como herói, jogava como um demônio
Pensou novamente na carreira das armas e entrou, a serviço delas, em um navio veneziano que partia para o Oriente.
Participou de várias batalhas, e por estar gravemente enfermo não pôde combater em Lepanto, a famosa batalha em que Nossa Senhora apareceu e deu a vitória aos católicos contra os muçulmanos.
Enquanto lutava como um herói, jogava como um demônio. Uma violenta tempestade no mar fez com que ele, assustado, se lembrasse do voto de tornar-se franciscano.
Passada a tormenta, esqueceu-se novamente do voto, continuando na carreira das armas e subjugado pelo vício do jogo.
Retornou a Roma para cuidar da chaga, que lhe reaparecera na perna. Mas perdeu no jogo até a camisa do corpo.
Saiu da cidade, e em Manfredônia foi recebido pelos capuchinhos. O superior do convento, notando-lhe algo de especial, falou-lhe de Deus e da vocação religiosa.
Camilo, tocado pela graça, converteu-se, sendo recebido como postulante. Quando passava pela vila, conduzindo duas mulas do convento, a criançada corria atrás dele gritando:
“Aí vem o São Cristóvão, aí vem o São Cristóvão!”, devido à sua elevada estatura.

  
Máscara mortuária do Santo, que se conserva na igreja Santa Maria Madalena, em Roma

Na escola, humildemente entre os meninos

Quis continuar seus estudos, para ordenar-se sacerdote. Como Santo Inácio de Loyola, assentou-se nos bancos escolares com os meninos, o que o tornava sobremodo notório pela sua estatura, tão mais elevada que a de seus condiscípulos.
Entretanto, não era desígnio de Deus que ele permanecesse entre os franciscanos. A úlcera reapareceu em sua perna e eles, pesarosos, o despediram.
Voltou para a Cidade Eterna, onde permaneceu durante quatro anos até a úlcera ser curada.
Julgou então seu dever voltar para os franciscanos, apesar de seu confessor, São Felipe Néri, o ter desaconselhado, predizendo que a chaga se reabriria. Foi o que aconteceu, tendo Camilo que voltar ao hospital.
Ali, dedicou-se a cuidar dos enfermos, chegando a ser nomeado administrador geral do hospital.


Certo dia, olhando para o Crucifixo enquanto cuidava dos doentes, exclamou:

“Ah! Seria necessário aqui homens que não fossem conduzidos pelo amor ao dinheiro, mas pelo amor de Nosso Senhor; que fossem verdadeiras mães para esses pobres doentes, e não mercenários. Mas, onde encontrar tais homens?”
Começou então a ruminar o pensamento da fundação de uma Ordem religiosa para essa finalidade.
O Papa Gregório XIV erigiu a nova congregação em Ordem Religiosa, em 1591

Nasce a Ordem dos Camilianos

Logo se lhe juntaram mais quatro discípulos, com os quais ele se reunia para rezarem e meditarem juntos, e depois cuidarem dos enfermos. Era o núcleo de sua futura congregação.
Nas mil e uma dificuldades que surgiram para a consecução desse fim, ele sempre encontrava consolo em Nosso Senhor crucificado, que lhe dizia: “Não temas nada, eu estarei contigo”.
Camilo terminou seus estudos e foi ordenado sacerdote, rezando sua primeira Missa em 10 de junho de 1584.
Ele foi encarregado da capela de Nossa Senhora dos Milagres, fundando ali sua Congregação. Esse pequeno núcleo inicial dividia o tempo entre a prece e o cuidado dos doentes.


Iam seus membros cada dia ao grande hospital do Espírito Santo, onde consolavam os enfermos, arrumavam seus leitos, varriam as salas, faziam curativos em suas chagas e preparavam os remédios que lhes eram prescritos.
Mas cuidavam especialmente de suas almas, preparando os doentes para receber os últimos sacramentos, ajudando-os com suas preces e não se separando deles senão depois de suas mortes.

Confiança absoluta na Divina Providência

A Congregação nascente, por causa de sua caridade, encontrava-se cheia de dívidas.
Certo dia em que os sacerdotes estavam muito tentados por essa razão, Camilo disse-lhes que era preciso confiar na Providência, como Nosso Senhor tinha dito a Santa Catarina de Siena: “Pensa em mim, que eu pensarei em ti”.
E profetizou: “Antes de um mês estaremos com todas as dívidas pagas”. E realmente, antes de 30 dias um benfeitor faleceu, deixando-lhes considerável soma.


Os Ministros dos Enfermos, como eram chamados seus filhos espirituais, aos poucos foram abrangendo outras obras de caridade.
Camilo quis que eles servissem também aos doentes atacados pela peste, aos prisioneiros, aos feridos em campos de batalha e aos que estivessem morrendo em suas próprias casas.
Sixto V confirmou a Congregação em 1586 e ordenou que ela fosse governada por triênio. São Camilo naturalmente foi eleito seu primeiro superior.

Os primeiros dois mártires da caridade

Aos poucos a obra foi se alastrando pela Itália. Primeiro foi o Reino de Nápoles que convidou os camilianos a fundar uma casa.
Lá eles chegaram praticamente com a peste, e entregaram-se imediatamente ao atendimento dos empestados das galeras, que ninguém desejava socorrer.
Dois dos discípulos de Camilo foram vítimas de sua heróica abnegação e morreram em conseqüência de sua caridade.
Em 1590 houve uma grande carestia em toda a Itália. Os pobres foram obrigados a se alimentar de animais mortos e de ervas.

São Camilo passava pelas ruas de Roma, levando pão e vestes para os necessitados. Além da fome sobreveio o frio, que foi muito rigoroso naquele ano.
Conta-se que o número de mortos em Roma e arredores foi de 60 mil. Muitas vezes, Camilo entregava seu próprio manto a pobres que estavam morrendo de frio.
Chegou a dar o último saco de farinha que havia no convento.
Seus religiosos fizeram-lhe ver que eles próprios arriscavam-se a morrer de fome. O Santo respondeu-lhes então que os pássaros do céu não semeavam nem colhiam, e que entretanto Deus os alimentava; quanto mais a eles, que eram seus filhos.
Nesse mesmo dia, um padeiro da cidade trouxe-lhes o pão necessário, prometendo que lhes traria aquele alimento diariamente, até o fim da crise.

Presença imponente, energia contra blasfemadores


Em 1591, o Papa Gregório XIV erigiu a nova congregação em Ordem religiosa com o privilégio das mendicantes, sob obrigação de fazerem os três votos: pobreza, obediência e castidade.
Seus membros eram proibidos de passar para outra comunidade religiosa, exceto a dos Cartuxos.
São Camilo era de uma imponente presença. Com mais de um metro e noventa de altura, corpo bem proporcionado, cabeça ereta, olhos escuros, um véu de tristeza parecia recordar-lhe a todo momento o pesar pela vida passada.
Sua voz tinha matizes graves e severos, mas ficava inteiramente transformada quando falava da caridade.
Uma testemunha diz que muitas vezes viram seu rosto coberto de chamas.
Não tinha muito estudo, mas possuía uma sabedoria toda divina para o governo de sua Ordem e o cuidado dos enfermos.

Certa vez, passando pelo porto, ouviu alguns marujos blasfemarem. Saltou na coberta da nave, com um Crucifixo na mão, e lhes disse irado: “Miseráveis! Não sei como Deus tem paciência com vocês e o mar não os traga, ou um raio não os carboniza”.

Caridade extrema até nas vésperas da morte
Após a realização do quinto capítulo da Ordem em Roma, em 1613, ele foi visitar suas outras casas com o novo superior geral.
De volta à Cidade Eterna, esgotado já pelas fadigas e sofrimentos, soube que brevemente chegaria a hora de comparecer perante o tribunal divino.
A úlcera na perna acompanhou São Camilo por mais de 40 anos, até o fim de sua vida. Foi ele também atacado por outras moléstias, levando uma vida de sofrimentos.
Em sua última doença, quis ficar no hospital, e levantava-se de gatinhas do leito para ir cuidar dos enfermos.
Enfim, no dia 14 de julho de 1614, como havia predito, entregou sua alma a Deus. Tinha 64 anos de idade.
TÚMULO DE SÃO CAMILO

Muitos milagres se operaram em seu túmulo.
Em 1742 foi ele beatificado por Bento XIV, que também o canonizou quatro anos depois.
RELICÁRIO COM O CORAÇÃO DE SÃO CAMILO




Figura St. Camilo as relíquias
Santuário São Camila em Bucchianico, Abruzzo



ESTÁTUA DE SÃO CAMILO NA BASÍLICA DE SÃO PEDRO



SANTA HORA DOS SANTOS
Para ser rezada todas as quartas-feiras as 21:00hs

DEFESA DAS APARIÇÕES DE JACAREI

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ


(FEITA POR UM PEREGRINO, AO CONTEMPLAR UM VÍDEO FALANDO MAL DAS MESMAS CITADAS ACIMA, E SOBRE A CARTINHA DO BISPO DA ÉPOCA, ALEGANDO QUE AS APARIÇÕES NÃO ERAM VERDADEIRAS)


NÃO SEI QUEM FEZ MAS PRA MIM ESSA PESSOA MERECIA UMA MEDALHA DE HONRA DE NOSSA SENHORA POR ESTA BELA DEFESA

"Quando você diz que devemos dar ouvidos ao que os padres dizem a respeito das aparições de Jacareí, corre em um ledo engano, pois, a “opinião pessoal” deles é que não pode ser elevado ao nível de “dogma de fé”. As cartas de Dom Nelson são muito citadas pelos que latem que estas Sagradas Aparições são falsas. Portanto, mister se faz alguns esclarecimentos. Há duas cartas oficiais onde este indigitado bispo trata da matéria “aparições”. Uma primeira, publicada em 1996, enquanto o mesmo ainda era bispo de São José dos Campos (diocese a qual pertence Jacareí). Nesta, não há menção alguma ao nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, muito menos, excomunhão, há somente algumas orientações pastorais. A segunda, publicada em 2007 e republicada em 2011, realmente traz explicitamente o nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, porém, nesta, a palavra “excomunhão” é sequer mencionada.

Ainda há um probleminha com esta segunda carta. O dito bispo (certamente pela providência de Nossa Senhora) foi transferido para a diocese de Santo André/SP em 2003, e, observem, a segunda carta publicada por ele ocorreu no ano de 2007, quando já havia deixado de ter jurisdição eclesiástica sobre a cidade de Jacareí. Portanto, o mesmo, ao editar esta carta, violou a jurisdição eclesiástica conferida a ele pela Igreja, e, ainda, violentou gravemente a autoridade de Dom Moacir, então, bispo da Diocese de São José dos Campos, que, se quisesse, poderia ter criado o maior caso com isso, pois Dom Nelson desrespeitou frontalmente e atropelou sua autoridade eclesiástica, uma verdadeira afronta. Então eu lhes pergunto, vocês ainda vão dar credibilidade a um documento irregular e eivado de vícios como esse?

Vale lembrar, que não é obrigatório seguir estas cartas circulares dos bispos. Não há heresia nem cisma nisso. Um católico somente pode ser acusado de cismático ou herege se atentar contra os Dogmas de Fé. Que eu saiba, carta circular de bispo não é Dogma de Fé. Como a primeira carta de Dom Nelson não condena as Aparições de Jacareí, e a segunda está irregular, pode-se dizer que não pesa condenação oficial e regular da Igreja sobre estas Santas Aparições. Além do mais, até o presente momento, Dom José Valmor, que atualmente tem jurisdição eclesiástica sobre Jacareí, não fez pronunciamento oficial sobre as mesmas. Documento oficial onde o Profeta Marcos foi excomungado, também é inexistente, portanto, qualquer informação que diga o contrário é fruto de pura “fofoca”.

Ressalto que em Jacareí, realmente, não damos tanta importância aos documentos do Vaticano. O que nós realmente valorizamos é a doutrina que nos foi transmitida pelos santos, como Santo Afonso, São Luiz, Santa Teresa, São João da Cruz, etc... Outro adendo que gostaria de acrescentar, diz respeito ao fato da obrigatoriedade ou não das Sagradas Mensagens Celestiais. A orientação predominante entre os teólogos católicos, de que não é obrigatório seguir as Aparições de Nossa Senhora, se funda em meras opiniões pessoais de alguns clérigos a respeito do assunto. Esta orientação não tem o caráter da infalibilidade papal e muito menos é um Dogma de Fé. Realmente, o catecismo atual traz algo nesse sentido, mas vale lembrar que o mesmo não recebeu o caráter da infalibilidade pelo Concílio Vaticano II. Bem ao contrário do Santo Catecismo do Concílio de Trento. Este sim, recebeu o caráter de infalível. Ocorre que nossa amada Igreja há muito se transviou de uma tradição bíblica milenar, através da qual o “Deus dos Exércitos” sempre manifestou sua vontade ao povo de Israel por meio de suas aparições aos profetas (mesmo fenômeno que ocorre com o, também, profeta Marcos Tadeu, pois os fenômenos miraculosos e de aparições que ocorrem naquele Santuário, são da mesma espécie dos verificados na Sagrada Bíblia).

Ora, nos tempos bíblicos não era através dos fariseus, saduceus, príncipes e doutores da lei (a Igreja oficial da época) que Deus dava as suas diretrizes ao povo eleito, mas sim, através dos profetas, em outras palavras, dos videntes. Nos primórdios do cristianismo, também ocorria assim, pois, a própria origem da nossa amada Igreja se funda nas “aparições” de Jesus aos apóstolos e discípulos. Então, por que esta tradição bíblica foi quebra? Será que é porque as aparições aos profetas cessaram? Errado, pois nos últimos 100 anos ocorreram mais de 1000 aparições de Nossa Senhora, dos santos e anjos, e até de Deus.
A pergunta correta é, por que o clero tenta abafar isso, pois grande parte, senão todas, destas aparições também foram acompanhadas de sinais miraculosos, como, curas inexplicáveis pela ciência, sinais na natureza, etc... Se Deus usava deste expediente nos tempos bíblicos, certamente deveria continuar a usá-lo nos tempos do catolicismo, pois uma grande verdade que a Teologia professa é que Deus é imutável. Não citarei as passagens bíblicas onde Deus manifesta sua vontade através dos videntes/profetas, pois se assim fizesse, teria que citar a Bíblia inteira, pois a própria formação e ensinamentos nela transmitidos se dão por este meio. Gostaria apenas de citar um pequeno exemplo de qual atitude deveremos tomar frente às Aparições de Jacareí, tomando por base a Bíblia. Saulo, quando se dirigia à cidade de Damasco e Jesus lhe “aparece” exclama: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). Naquela ocasião, Jesus disse a ele para procurar os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! O ordenou que entrasse na cidade de Damasco e ali lhe seria dito o que deveria fazer. Beleza. E quem Deus enviou para Saulo? Os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! Mas Ananias, um vidente. Como eu sei que Ananias era um vidente? As Sagradas Escrituras nos contam que foi uma aparição de Jesus que disse para ele ir procurar Saulo. É só conferir At 9, 10-16ss.

Outro exemplo foi Judas Iscariotes; este preferiu errar com a Igreja oficial da época (lembra né, fariseus e saduceus) que acertar sem ela. Bom... Errou mesmo! E segundo alguns santos místicos, como Maria de Ágreda, sua alma se encontra no inferno. Assim, a posição teológica defendida pela maioria dos teólogos atuais, de que as aparições não são obrigatórias, falando em termos de estudo teológico da atualidade, é perfeitamente passível de questionamento, e, inclusive, daria uma boa tese de doutoramento. É um posicionamento que pode ser mudado. Não é Dogma de Fé. Gostaria de finalizar este ponto dizendo o seguinte. Jesus tolerou para sempre aquela Igreja oficial da época (o judaísmo) que rejeitou o projeto que suas aparições aos Apóstolos (que também eram videntes) propunha? Claro que não!!! Por causa disso, Deus se retirou do meio daquela Igreja e passou a habitar no meio dos seus videntes, os apóstolos e discípulos, e, assim, surgiu a nossa amada Igreja Católica (Mt 21, 39-45).

Não é objetivo do Profeta Marcos Tadeu, nem de sua Ordem e muito menos de nós, a Milícia da Paz (formada por todos os fiéis seguidores daquele Santuário) provocar um cisma na Igreja. Nós apenas denunciamos os erros (prerrogativa esta, conferida aos leigos pelo próprio Concílio Vaticano II), lutamos para que a devoção a Nossa Senhora, aos santos e anjos seja colocada em seu devido lugar, e que as suas mensagens, e as dos demais santos, e até as de Deus, seja acolhida como nos tempos Bíblicos, pois acreditamos que se isto não for feito, irá se abater gigantescos cataclismos sobre a Terra, de uma tal magnitude que nunca houve, nem jamais haverá. Acreditamos que esta “palavra de Deus” transmitida nas aparições é o caminho e a única forma de salvar o mundo, e qualquer obra, ou pessoa, que ensine ou faça diferente do que elas dizem, é desprezada por nós. O motivo para isto é muito simples. Desde tempos remotos, as Aparições de Nossa Senhora (inclusive as não aprovadas pela Igreja) vêm dizendo o que aconteceria ao mundo se esta “palavra de Deus” não fosse obedecida. Resultado, tudo o que elas disseram, em um passado remoto, está se cumprindo na atualidade. Então, não há outra conclusão a se fazer, a não ser admitir que elas eram verdadeiras, e que o clero errou. Aliás, o histórico de erro do clero é algo realmente interessante. Basta citar a condenação que pesou durante 20 anos sobre as Santas Aparições de Jesus Misericordioso à Santa Faustina, e não foi por um “bispozinho” qualquer. Foi pelo próprio papa da época. Se não fosse a atuação do então Cardeal Karol Józef Wojtyła, futuro Papa João Paulo II, estas aparições estariam condenadas até os tempos atuais, e, certamente, você seria um grande opositor delas, não é? Infelizmente, como atualmente o número de Cardeais, e clérigos em geral, com este nível de espiritualidade é praticamente nulo... tadinha das aparições... snif. Praticamente nenhum deles entende de Teologia Mística, o estudo apropriado para se avaliar as aparições e estudá-las.

Além do mais, as aparições de La Salette, Lourdes e Fátima, para quem conhece mais a fundo sua história, verá que elas na verdade não foram aceitas pelo clero. Muito pelo contrário, este as combateu com todas as suas forças. Na realidade, o que ocorreu, é que os fiéis praticamente as fizeram descer goela abaixo na garganta do clero, de tal modo, que eles não tiveram outra opção a não ser aprová-las. E, mesmo nestas que foram aprovadas, o estrago que o clero fez é algo incomensurável. Não as divulgou como deveria; se o corpo incorrupto de Santa Bernadete estivesse no Santuário de Lourdes iria converter milhões de fiéis, no entanto está praticamente escondido no convento de Nevers; o corpo incorrupto de Santa Jacinta foi escondido dos fiéis; a esmagadora maioria dos vaticanistas da Itália é de acordo que, até hoje, o terceiro segredo de Fátima não foi revelado em sua integralidade; a consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu até os dias atuais, etc... E isso, só para citar os danos que me vem à mente neste momento.

No Santuário das Aparições de Jacareí, o Profeta Marcos está resgatando tudo aquilo que a Igreja e a sociedade tanto se esforçaram para extinguir, os escapulários, medalhas, mensagens, enfim, a salvação do mundo que Nossa Senhora nos revelou e ofereceu com tanto amor ao longo de suas aparições na história. Sem dúvida, lá está se cumprido a passagem da Escritura na qual se diz: “Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas...” Mt 13,52 É uma nova aparição que resgata todas, até as mais antigas. Portanto, se ainda quiserem seguir a doutrina da cabeça deste cara de que não precisamos de aparições, o problema é de vocês. Aliás, se formos pensar bem, porquê Deus, Nossa Senhora os anjos e os santos apareceriam, né? Afinal de contas, nosso mundo está uma verdadeira maravilha, não é? Não temos problemas de droga, prostituição, corrupção, degradação moral, depressão, decadência da Igreja, violência, roubos, assassinatos, guerras, miséria..., todos os sacerdotes são verdadeiros Serafins de santidade, enfim, o Vaticano está dando conta do recado... Só não está apresentando um desempenho melhor devido a um “pequeno” probleminha de tráfico de influência entre os altos clérigos, desvio de verbas do banco do Vaticano, looby gay entre os padres, pedofilia generalizada, um papa progressista e comunista..., mas, afinal de contas, são probleminhas fáceis de serem solucionados, né? É... Em um mundo maravilhoso e em ótimo funcionamento como esse, realmente não entendo o motivo de tantas aparições..."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A SANTA MEDALHA DA PAZ

A MEDALHA DO AMANTÍSSIMO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ

A MEDALHA DA ROSA MISTICA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 01 - REVELAÇÕES A SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 02 - VIDA DE NOSSA SENHORA À SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS
ENTRE EM CONTATO PELOS TELEFONES ACIMA

A VIDA DE SÃO JOSÉ VOL.02 - REVELADA A IRMA MARIA CECÍLIA BAIJI

Santa Hora da Paz nº 5 - para ser rezada todos os dias as 08:00hs da noite

Santa Hora do Espírito Santo nº19 - para ser rezada todas as segundas-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Anjos nº19 - para ser rezada todas as terças-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Nº 36 - para ser rezada todas as quartas-feiras as 09:00hs da noite

TERÇO DA EUCARISTIA MEDITADO Nº 03

- para ser rezado em especial as quintas-feiras as 07:00hs da noite

SANTA HORA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Nº04

para ser rezada todas as sextas-feiras as 09:00hs da noite

SANTA HORA DAS LÁGRIMAS DA MÃE DE DEUS PARA SER REZADA TODOS OS SÁBADOS AS 07:00HS DA NOITE

Santa Hora de São José 38 - para ser rezada todos os domingos as 09:00hs da noite

Follow by Email