AS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL SAIBA MAIS! @Marcostaddeu Informe-se pelo TEL: (0XX12) 9 9701-2427 e-mail: santuariodejacarei@gmail.com BLOG OFICIAL

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

As Aparições de Nossa Senhora das Graças - Paris - Rue du Bac - 1830 - Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

REDE SOCIAL, TV E RÁDIO
www.apparitionstv.com





   27 DE NOVEMBRO DIA DA MEDALHA MILAGROSA

FILME:  - VOZES DO CÉU 6 

AS APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS À SANTA CATARINA LABOURÉ 
PARIS (FRANÇA) 1830 

REVELAÇÃO DA MEDALHA MILAGROSA
Edição e narração do vidente Marcos Tadeu Teixeira

Santuário das Aparições de Jacareí - SP - Brasil
maiores informaçoes
liguem para 0xx12 99701 2427
ou pelo site 
www.presentedivino.com.br 
JACAREÍ, 25 DE NOVEMBRO DE 2012 - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SÃO TIRSO COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA FESTA DA MEDALHA MILAGROSA E CRISTO REI DO UNIVERSO

MARCOS: “-Sim, já está em andamento. Como a Senhora quiser, colocarei sim.”

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA

“-Amados filhos, hoje, quando já estais comemorando o Aniversário da Minha Aparição à Minha filhinha Catherine Labouré, na qual lhe revelei a Minha MEDALHA MILAGROSA, Eu venho mais uma vez para dizer-vos:
Eu Sou a Mulher vestida de Sol terrível como um exército em ordem de batalha. E assim foi que apareci à Minha filhinha Catherine, poderosíssima mais brilhante do que o Sol, irradiando raios poderosíssimos das Minhas Mãos para mostrar ao mundo inteiro que Sou a Medianeira de todas as graças, a Rainha do Céu e da Terra, soberana e imperatriz dos Serafins, dos Querubins, dos Anjos, dos Santos que estão no Paraíso e também Celestial governadora do Céu e da Terra e de tudo o que neles existem. E por isso, o Meu Filho Jesus Rei do Céu e da Terra, por amor a Mim Me deu todo o poder para realizar aquilo que Eu quiser em qualquer lugar da Terra e para realizar portentos e prodígios para a salvação de todos os Meus filhos, para converter os pecadores e para despertar a fé naqueles que estão entorpecidos no sono da indiferença e do pecado.

Todo o poder Me foi dado no Céu e na Terra e por isso não há nada que Eu não possa realizar e é por isso também que em breve realizarei o maior Triunfo do Meu Coração Imaculado no mundo todo. A conversão do Meu filho Alfonso Ratisbone que era Judeu, inimigo da fé católica e que depois da Minha Aparição a ele se transformou não somente em bom católico, mas em Apóstolo fervoroso do Meu Filho e santo apóstolo Meu, prova-vos que para Mim não há nada impossível, nenhuma conversão é impossível, nenhuma obra é difícil.
Por isso, no Triunfo do Meu Coração Imaculado converterei muitos pecadores, muitos homens de coração duro, que como o Meu filhinho Alfonso Ratisbone Me rejeitavam e que naquele dia abençoado, glorioso e feliz, cantarão Comigo louvores ao Senhor e bendirão o Meu Nome pelos quatro cantos da Terra.

O Meu poder se estende por tudo aquilo que Deus criou e não há muralha impossível de ser derrubada por Mim, por isso: Confiança Meus filhos! Continuai a rezar pela conversão dos pecadores, como e vos pedi e como bem fez o bom Barão que rezou pela conversão de Alfonso Ratisbone, em breve vossas orações serão ouvidas e eu converterei aqueles por quem vós tanto rezais e vos sacrificais nesta Terra.

As vossas orações não estão caindo em ouvidos surdos, como não caíram as Orações do Meu filho Barão e assim como Eu ouvi as súplicas dele fazendo a conversão de Alfonso, Eu também farei a conversão de muitos pecadores e assim será o grande Triunfo do Meu Coração Imaculado. 
Este Milagre acontecerá em virtude do Meu poder e das orações de tantos filhos Meus, que Comigo intercedem, sofrem e sacrificam-se pela conversão dos seus irmãos mais pecadores. A Paz então reinará na Terra e uma era de Paz virá para todos vós, para os Meus filhos bons do mundo inteiro!

Eu Sou a Mulher vestida de Sol, terrível como um exército em ordem de Batalha e por isso apareci à Minha filhinha Catherine Labouré esmagando a cabeça da serpente infernal, para mostrar-vos que o tempo do Meu inimigo que estava para começar pouco depois da Minha Aparição à Minha Filhinha Catherine, este tempo que se estende até os vossos dias, está para acabar e em breve Eu esmagarei a sua cabeça e livrarei o mundo inteiro do jugo satânico do seu maléfico poder. Por hora a serpente ainda se debate revolvendo a sua calda furiosamente contra vós, golpeando-vos todos os dias com ataques, insídias, tentações impuras e criminosas, seduções e muitas vezes também com perseguições movidas contra vós através dos maus, dos ímpios, dos sequazes dela. Mas não temais Meus filhos! Eu estou convosco e em breve o Meu Pé esmagará terminantemente, definitivamente a cabeça da serpente infernal e raiará para vós o novo dia da graça, da paz e da salvação.

Aqui onde Eu também apareci esmagando a cabeça da serpente infernal na Medalha que dei e que revelei ao Meu filhinho Marcos, confirmo-vos tudo isso que vos disse: Em breve o Meu Coração Imaculado triunfará e o mundo finalmente terá paz. 

Na Rue-du-Bac Eu revelei para vós a primeira Medalha profética do Meu Coração Imaculado e Aqui vos revelei a última e nas duas esmago a cabeça da serpente infernal para mostrar-vos que Eu só serei a vencedora de todas forças do mal e que por fim aqueles que Me seguiram, que obedeceram as Minhas Mensagens e que se consagraram ao Meu Coração Imaculado vivendo segundo o Meu Espírito, ou seja, segundo a Minha Vontade e não segundo a vontade própria deles, estes Meus filhos verdadeiramente obedientes e dóceis triunfarão Comigo e entrarão Comigo no novo Céu e na nova Terra que já se aproximam velozmente de todos vós.
Amai mais a Minha Medalha Milagrosa que dei à Minha filhinha Catherine Labouré para todos vós, porque nesta Medalha vos darei consolo, alívio, conforto, paz e sempre proteção.

Amai-A, propagai-a e divulgai-A para o mundo inteiro, especialmente para os Meus filhos que não a conhecem, pois por não conhecerem a Minha Medalha, sofrem em vão, sem consolo e demais.
Com a Minha Medalha Milagrosa terão os Meus filhos alento, fé e esperança no meio das tribulações desta vida e muitas vezes de muitos sofrimentos Eu inclusive os livrarei para que conheçam o Meu poder, para que vejam que estou ao lado Deles e para que sentindo o Meu amor no fundo dos corações Me correspondam, obedeçam as Minhas Mensagens e se transformem em Apóstolos do Meu Coração levando as Minhas Mensagens para o mundo inteiro.

Amai mais a Medalha Milagrosa que dei à Minha filhinha Catherine Labouré para vós, para o mundo inteiro, porque nesta Medalha profética do Meu Coração Imaculado estão os sinais da Minha vitória iminente, para que assim os Meus filhos todos tenham esperança, confiança e fé em Mim e para que todos os dias os Meus filhos olhando para Mim, a Virgem Imaculada, a sem pecado concebida, a Mulher vestida de Sol, terrível como exército em ordem de batalha cada vez mais se conscientizem do seu dever de serem santos como Eu, imaculados como Eu e também se tornem Meus soldados marchando comigo todos os dias: na oração, na penitência, na divulgação das Minhas Mensagens para que o mundo todo se converta e tenha paz.
A todos vós Meus filhos, que Eu tanto amo e aos quais tanto amor demonstrei na Minha Aparição em Paris à Minha filhinha Catherine Labouré e aos quais tanto amor demonstrei também Aqui neste Lugar Sagrado das Minhas Aparições em Jacareí que Eu tanto amo e onde vou terminar os planos que comecei na Minha Aparição na Capela da Rue-Du-Bac.
A todos vós, neste momento abençoo com amor, de PARIS, de LOURDES, de COTIGNAC e de JACAREÍ.

A Paz a todos vós Meus filhos! A paz a ti Marcos, apóstolo da Minha medalha Milagrosa que como a Minha filhinha Catherine Labouré tanto a divulgou, a propagou e a fez amada de todos os Meus filhos, segundo os meus desejos, sobre ti agora desce uma abundante chuva de bênçãos celestiais do Meu Coração.


MENSAGEM DE SÃO TIRSO

“-Marcos, Eu, TIRSO, servo de Deus, servo da Virgem Imaculada, alegro-Me por poder vir transmitir-vos a Minha primeira Mensagem hoje.

Amai a Senhora Imaculada com todo o vosso coração dando a Ela o vosso sim e deixando-vos abrasar o amor Dela em vossos corações. Quando a alma achega-se à Virgem Imaculada, abre-lhe o seu coração, ao menos uma fresta, entram dentro de seus corações os raios de luz que Ela mostrou à Santa Catarina na Sua Aparição em Paris e assim a alma fica repleta da luz do Senhor, repleta da Virgem Imaculada, experimenta dentro dela a suave doçura do amor da Mãe de Deus. E então, as coisas do mundo que antes lhe pareciam tão agradáveis, tão cobiçáveis, que lhe pareciam tão atraentes passam a ter não somente um gosto amargo, mas mesmo um sabor venenoso que faz com que a alma as deplore, as rejeite e busque tudo aquilo que é celestial, que antes não procurava, não buscava porque não estimava. 

A luz da Mãe de Deus quando entra numa alma faz com que ela veja como estimáveis todas as coisas de Deus. Aquilo que antes lhe parecia impossível querer, desejar ou gostar torna-se agora como que um maná do Céu, suave, doce que enche a alma de suave agrado e enlevo espiritual, faz a alma transbordar de alegria, felicidade e contentamento, desperta na alma a fome e a sede de Deus e faz com que ela busque conhecer a Deus, busque conhecer a Virgem Santíssima cada vez mais e com mais sede. Por este sinal reconhecereis a alma que verdadeiramente ama o Senhor e a Sua Mãe, se ela tem cada vez mais sede de conhecer a Deus, de conhecer a Virgem Santíssima, de procurar compreender Sua vontade, Sua santidade para assim melhor servi-Los e agradá-Los. 
O verdadeiro santo é aquele que tem uma sede implacável de Deus e da Virgem Santa e quanto mais ele lê sobre os Santos, sobre Deus na Sua misericórdia e bondade, quanto mais ele conhece a vida da Virgem Santíssima, Suas Virtudes, conhece Seu Amor, Suas Manifestações e Suas Mensagens, mais a alma deseja conhecer, mais a alma deseja saborear e provar.

O verdadeiro santo se conhece por aquele que também renuncia a sua vontade e faz a vontade do Senhor e da Mãe de Deus ainda que lhe custe esforço e sacrifício.
O verdadeiro santo se conhece por aquele que não tem preguiça espiritual, que não tem relaxamento, que também não tem o coração bruto e endurecido para as coisas do alto e tão pronto, tão alegre e tão serelepe para as coisas da terra.
O verdadeiro santo é aquele que vive mais como um anjo do que como homem. E mesmo nas obrigações diárias de cada dia que tem que cumprir e das quais Deus lhe pedirá conta até o último detalhe, esta alma que é santa, cumpre a vontade do Senhor, espalha o amor do Senhor, esparge sobre as almas ao seu redor a luz da qual está cheia, o amor do qual está repleta, a água da graça do Espírito Santo da qual está inundada.

O verdadeiro santo se conhece por estar cada vez mais com o seu pensamento, sua vontade e sua ação voltadas para agradar ao Senhor e não para agradar aos homens ou a si mesmo. Por isso, Eu venho chamar-vos a amar cada vez mais a Senhora Imaculada, a Virgem terrível como um exército em ordem de batalha, que vos deu a Medalha Milagrosa, que vos deu a Medalha da Paz, que vos deu todas as Medalhas e Escapulários que Aqui vós tendes e conheceis, que vos deu as Suas Mensagens em todos os cantos da Terra chamando-vos à conversão, a amá-la com todo o vosso coração. Para que assim, das vossas almas e dos vossos corações se irradiem a mística luz da Mãe de Deus como se irradiou da pessoa e da vida toda de Santa Catherine Labouré, para que assim, vós também sejais um sinal perene do amor, da presença, da bondade e do poder da Virgem Santíssima para o mundo inteiro.

Eu, TIRSO estou convosco em todos os momentos, em todas as vossas dificuldades, acompanho-vos, protejo-vos e rezo sempre mais por vós.
A todos, neste momento, abençoo generosamente e especialmente a ti Marcos, que não conhecias a Minha existência, mas a quem Eu protejo e guardo já há muito tempo e que sei que agora te tornarás verdadeiro amigo Meu e verdadeiro propagador da devoção a Mim que tantas almas levarão ao Céu e tanto bem farão à terra inteira! A todos neste momento abençoo generosamente.”


Jacareí, 27 de novembro de 2011 - ANIVERSÁRIO DA APARIÇÃO DE MARIA SANTÍSSIMA A SANTA CATARINA LABOURÉ
Mensagem de Maria Santíssima

"-Meus amados filhos! Hoje, quando vós comemorais a Minha APARIÇÃO à Minha filhinha CATHERINE LABOURÉ acontecida no ano de 1830, exatamente quando Eu revelei a Ela a Minha MEDALHA MILAGROSA, Eu venho hoje mais uma vez para vos dizer: 

CONFIAI NO MEU AMOR MATERNO,que já há 170 anos atrás, vos deu o poderoso escudo que é a Minha Medalha Milagrosa, para vos defender de todos os ataques de Satanás, de todos os males que nestes tempos finais Satanás desencadeou 
no mundo, com o objetivo de levar toda a humanidade ao pecado, à perdição e à condenação final. Para que assim, Meus Filhos, por meio da MEDALHA que Eu vos dei, Eu possa sempre mais proteger-vos, defender-vos e livrar-vos de todo mal que Satanás quer fazer-vos.

A Minha MEDALHA MILAGROSA é verdadeiramente um dom inestimável do Meu Coração à todos os Meus Filhos e por meio Dela realizei pelo mundo todo ao longo dos séculos tantas maravilhas!Não se podem contar o número das almas que Eu tirei das garras do dragão infernal, por meio da Minha MEDALHA MILAGROSA.

Confiai, portanto, no Meu Amor Materno,que vos deu esta Medalha como tábua de salvação no meio do naufrágio geral aonde toda a humanidade agora afunda: do pecado, da apostasia, da violência, do ódio e da rebelião contra Deus e Sua Santa Lei de Amor.Para que então Meus filhos, vós possais sempre mais ser ajudados, ser socorridos, consolados e amparados pela vossa Mãe do Céu.

Confiai no Meu Amor Materno,que na Minha MEDALHA MILAGROSA se mostrou a vós poderosamente! Sim, na vossa Mãe Celeste que segura em Suas Mãos o globo dourado,que simboliza cada um de vós, o mundo a França, as Nações, vós podeis ver o Amor da Mãe do Céu que vela continuamente pelos Seus Filhos, que nunca os esquece, nunca os deixa e jamais permitirá que Satanás triunfe sobre Eles.

Desde que dei a Minha Medalha Milagrosa ao mundo por meio da Minha filhinha CATHERINE LABOURÉ, em verdade vos digo que Satanás não tem mais a última palavra sobre as almas, sobre o destino do mundo e das Nações. Pois por meio desta Medalha esmago sempre mais a sua cabeça, derramo sempre mais sobre os Meus filhos as graças que o Meu Senhor Me deu e que como um rio caudaloso não cessam nunca de jorrar sobre as almas que confiam no Meu poder de Medianeira de todas as Graças!

Sim Meus filhos, nesta Medalha o Meu Triunfo vos é sempre mais assegurado, confirmado. E por isso vós deveis confiar no Meu Amor Materno, que já há mais de 170 anos atrás vos deu uma arma poderosa na luta contra Satanás e seu reino e já vos deu um penhor, uma garantia certa da VITÓRIA, do TRIUNFO DO MEU CORAÇÃO IMACULADO.

A vossa MÃE IMACULADA, terrível como um exército em ordem de batalha, poderosa, possuidora de todas as graças de DEUS representada na MEDALHA MILAGROSA é o grande sinal que o Apóstolo JOÃO viu aparecer no Céu:A MULHER VESTIDA DE SOL, COROADA DE DOZE ESTRELAS, PODEROSA, TERRÍVEL COMO UM EXERCITO EM ORDEM DE BATALHA, QUE ESMAGA A CABEÇA DA SERPENTE, QUE ESMAGA O GRANDE DRAGÃO.

Sim, Meus filhos! Eu Sou a vossa CELESTIAL COMANDANTE e vós deveis seguir-Me agora com plena docilidade à Minha voz, obedecendo tudo o que vos tenho dito nas Minhas Mensagens para o maior triunfo do Meu Coração IMACULADO.

NAS DIFICULDADES, NÃO DESANIMEIS! NOS SOFRIMENTOS NÃO VOS DESESPEREIS! NAS TENTAÇÕES DO DEMÔNIO NÃO DEIS A ELE LUGAR EM VOSSA ALMA, MAS ANTES, FECHAI TODAS AS PORTAS DOS VOSSOS SENTIDOS, PARA QUE ASSIM, A VOSSA CASA SEJA SEMPRE MAIS RESGUARDADA DE TODO MAL, DE TODO PECADO, OU SEJA, AS VOSSAS ALMAS SEJAM LIVRES DE TODO O PECADO.

DEPOIS DE UM PECADO COMETIDO, DE UMA FALTA, NÃO FIQUEIS DISCUTINDO COM SATANÁS, OU SEJA, PORQUE AQUILO ACONTECEU E COMO ACONTECEU. MAS ANTES, VOLTAI-VOS APRESSADAMENTE PARA OS MEUS BRAÇOS, PEGAI NA MINHA MEDALHA MILAGROSA, SEGURAI-A COM CONFIANÇA, REZAI A ORAÇÃO QUE ESTÁ GRAVADA NELA E QUE EU ENSINEI À MINHA FILHA CATHERINE LABOURÉ E EU VOS PROMETO: VOS CONDUZIREI DE NOVO AO CAMINHO DA SANTIDADE E ESMAGAREI SEMPRE MAIS A CABEÇA DA SERPENTE INFERNAL NAS VOSSAS VIDAS E NAS VOSSAS ALMAS.

Segui o exemplo da Minha Filhinha CATHERINE LABOURÉ que tanto Me amou e que tanto foi obediente a todos os Meus desejos. Que tanto sofreu por Meu Amor, por Minha causa e que tanto Me deu glória, procurando por todos os meios tornar-Me conhecida por meio da Minha MEDALHA.

Se vós seguirdes o exemplo Dela, rezando o SANTO ROSÁRIO com amor todos os dias e difundindo a Minha MEDALHA MILAGROSA a todos os Meus filhos, então, apressareis e muito a vinda do REINO GLORIOSO DE JESUS e do MEU CORAÇÃO ao mundo inteiro, sendo os apóstolos da Minha Medalha Milagrosa, sendo os apóstolos que difundem sempre mais as Minhas Mensagens ao mundo inteiro, vós encurtais e muito o ADVENTO, este SEGUNDO ADVENTO que estais vivendo, que ainda vos separa da vinda gloriosa do meu Filho JESUS.

Por isso, Meus filhinhos: AVANTE! CONFIANÇA! CONTINUAI REZANDO O ROSÁRIO MEDITADO QUE O MEU FILHO MARCOS FAZ PARA VÓS, BEM COMO TAMBÉM TODAS AS ORAÇÕES QUE AQUI EU VOS DEI, PORQUE ATRAVÉS DELAS, POR MEIO DE VÓS, TODOS OS DIAS RESGATO MUITAS ALMAS DAS GARRAS DE SATANÁS. E NO SILÊNCIO E NO ESCONDIMENTO DO MUNDO VOU CADA DIA EDIFICANDO MAIS E MAIS A GRANDE OBRA DE SALVAÇÃO DE TODOS OS MEUS FILHOS!

Abençôo a todos vós que usais a Minha MEDALHA MILAGROSA, que a divulgais com tanto amor a todos os Meus filhos, que divulgais as Aparições e Mensagens que Eu fiz á Minha filhinha CATHERINE LABOURÉ e abençôo especialmente a ti Marcos, Apóstolo da Minha MEDALHA MILAGROSA, Apóstolo das Minhas Mensagens à Minha filhinha CATHERINE LABOURÉ. Tu, que és um dos que mais já glorificaram a Minha APARIÇÃO À MINHA FILHINHA CATHERINE E A MINHA MEDALHA MILAGROSA.
Abençôo a todos vós de PARIS, de LA SALETTE e de JACAREÍ.
Ficai na Paz do Senhor.”

*******************************
Santa Catarina Labouré, a vidente da Medalha Milagrosa
Por muitos anos ninguém soube como surgiu a Medalha Milagrosa. Apenas em 1876 tornou-se público que uma humilde religiosa, falecida naquele ano, é que recebera da Mãe de Deus a revelação dessa Medalha.

Na pequena aldeia de Fain-les-Moutiers, na Borgonha, Catarina nasceu a 2 de maio de 1806, a nona dos onze filhos de Pedro e Luísa Labouré, honestos e religiosos agricultores.

Quando tinha apenas nove anos, Catarina perdeu a mãe. Após o funeral, a menina subiu numa cadeira em seu quarto, tirou uma imagem de Nossa Senhora da parede, osculou-a e pediu-lhe que Ela se dignasse substituir sua mãe falecida. 
Três anos depois, sua irmã mais velha entrou para o convento das Irmãs da Caridade de São Vicente de Paulo. Couberam a Catarina, então com 12 anos, e à sua irmã Tonete, com 10, todas as responsabilidades domésticas.

Foi nessa época que ela recebeu a Primeira Comunhão. A partir de então a menina passou a levantar-se todos os dias às quatro horas da manhã, para assistir à Missa e rezar na igreja da aldeia.

Apesar dos inúmeros afazeres, não descuidava sua vida de piedade, encontrando sempre tempo para meditação, orações vocais e mortificações.

São Vicente de Paulo indica-lhe sua vocação

O tempo foi passando, e Catarina crescendo em graça e santidade. Certo dia ela sonhou que estava na igreja e viu um sacerdote já ancião celebrando a Missa.

Quando esta terminou, o sacerdote fez-lhe um sinal com o dedo, chamando-a para perto de si. Porém, tímida, Catarina retirou-se do recinto sagrado e foi visitar um doente.

O mesmo sacerdote apareceu-lhe, e disse: “Minha filha, é uma boa obra cuidar dos enfermos; você agora foge de mim, mas um dia será feliz de me encontrar. Deus tem desígnios sobre você, não se esqueça”. Catarina acordou sem entender o significado do sonho.

Mais tarde, visitando o convento das Irmãs da Caridade de Chatillon, onde estava sua irmã, viu na parede um quadro representando o mesmo ancião.

Perguntou quem era, e responderam-lhe que se tratava de São Vicente de Paulo, fundador da Congregação. Catarina entendeu então que sua vocação era a de ser uma das filhas do Santo da caridade.

Mas seu pai não queria ouvir falar disso. Já bastava ter dado uma filha a Deus, e ele tinha muito apego a Catarina. Para distraí-la dessa idéia, mandou-a a Paris, para ajudar seu irmão que tinha lá uma pensão.

Foi uma provação para a santa ver-se em meio aos rudes fregueses do estabelecimento, o que a fez redobrar as orações para manter sua pureza de coração e o fervor de espírito.Uma cunhada a convidou a ir para sua casa, em Chatillon, onde mantinha uma escola para moças.

Ali Catarina podia ir freqüentemente ao mosteiro das Irmãs da Caridade, que ficava perto. E foi nessa casa religiosa que ela entrou a 22 de janeiro de 1830, quando seu pai deu-lhe finalmente a devida permissão. Catarina tinha então 24 anos de idade.

Preparação para importantes revelações
Depois de passar pelo postulantado em Chatillon, Catarina foi mandada para o noviciado na Casa-mãe das vicentinas, na Rue du Bac, em Paris. Nesses dias, a comunidade rezava uma solene novena preparatória para a trasladação das relíquias de São Vicente de Paulo.

Catarina teve várias visões do Santo, e sobretudo do seu coração, que ficara incorrupto. Mas era agraciada com outras visões especiais. Conforme narra ela mesma, uma delas “era a de ver Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento.

Eu O vi durante todo o tempo do meu noviciado, exceto todas as vezes que eu duvidava; nesses dias eu nada via, porque procurava aprofundar-me em indagações sobre este mistério, e temia enganar-me”.(1) No domingo da Santíssima Trindade, “Nosso Senhor me apareceu no Santíssimo Sacramento durante a Missa cantada, como um rei, tendo uma cruz ao peito.

No momento do Evangelho, pareceu-me que a cruz caía aos pés de Nosso Senhor e que Ele estava sem as insígnias reais; todas tinham caído por terra. Tive então os mais negros e tristes pensamentos: pensei que o Rei da Terra estava perdido e ia ser despojado da realeza; e depois disso pensei, sem saber explicar, na extensão dos grandes males que viriam”.(2) Com efeito, poucas semanas depois, Carlos X foi destituído do trono e banido do reino.

Essas graças eram uma preparação para as grandes aparições da Mãe de Deus.

Na véspera da festa de São Vicente, ainda em 1830, a Mestra de Noviças tinha feito uma preleção sobre a devoção aos santos, e especialmente a Nossa Senhora. Isso inflamou na Irmã Catarina o desejo de ver a Mãe de Deus.

Quando foi deitar-se, pegou um pedacinho de uma sobrepeliz de São Vicente, que a Mestra tinha dado como relíquia às noviças, e engoliu-o, julgando assim que São Vicente poderia alcançar-lhe essa graça.

*****************************
1ª Aparição - 18 de Julho de 1830

Na noite de 18 de Julho de 1830, véspera da festa de S. Vicente, Catarina é acordada por uma criança que lhe aparece rodeada de um halo de luz. A criança diz-lhe que Nossa Senhora está à sua espera. Segue-a em direção à igreja aberta e iluminada por várias velas acesas. Ajoelha-se junto do altar onde está a Virgem Maria que lhe confia numerosas previsões de ordem política a religiosa.

2ª Aparição - 27 de Novembro de 1830 às 17.30

Em 27 de novembro de 1830, às 17:30 horas, durante a oração, Catarina vê no lugar do atual altar da Virgem do globo, como que dois quadros vivos, que passam em sequência.
No primeiro, a Virgem permanece de pé sobre um globo terrestre, tendo nas mãos um pequeno globo dourado. Os pés esmagam uma serpente. 
No segundo, saem-lhe das mãos abertas raios de um brilho resplandecente. Catarina ouve ao mesmo tempo uma voz que lhe diz:

Estes raios são o símbolo das graças que Maria alcança aos homens.
Depois, um oval em forma de medalha, desenha-se em torno da Virgem e Catarina vê inscrever-se, em meio-círculo, esta invocação, até então desconhecida:

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

a letras de ouro. A medalha volta-se e no verso Catarina vê uma cruz que tem por cima a letra M (Maria) e, em baixo dois corações, um, coroado de espinhos, outro, trespassado por uma lança. Catarina ouve então estas palavras :

Fazei cunhar uma medalha segundo este modelo. As pessoas que a usarem com confiança, receberão grandes graças.
3ª Aparição - Dezembro de 1830

Durante a oração, Catarina sente de novo uma presença que vem de trás do altar. A Virgem parece decepcionada por não terem ainda cuidado em cunhar a medalha. Das mãos abertas da Virgem saem numerosos raios de luz:
Estes raios são o símbolo das graças que a Santíssima Virgem alcança para as pessoas que lhe pedem...

E é o final das aparições.

Catarina comunica ao seu confessor, Padre Aladel, o pedido da Santíssima Virgem. Finalmente, acolhe-a, embora desconfiado sempre diz-lhe para não pensar mais no assunto. O choque é muito forte.

A 30 de janeiro de 1831 termina ao noviciado e recebe o hábito. No dia seguinte, parte para o Asilo de Enghien, fundado pela família de Orléans, em Paris. Num bairro miserável, incógnita, servirá os pobres durante 46 anos.

***

MENSAGEM DE MARIA SANTÍSSIMA EM PARIS, FRANÇA (1830)
"Minha filha, a cruz será tratada com desprezo, eles a derrubarão por terra e a calcarão aos pés".
— Maria Santíssima à Catarina Labouré, profetizando os trágicos acontecimentos que sobreviriam para a França e se desdobrariam para o mundo todo.

Uma das últimas coisas que se esperava em meio a fúria social sem precedentes da França revolucionária em 1830, era a repentina e estranha tendência a um retorno à Fé e à Igreja de Cristo.

A medalha milagrosa
Em meio a fúria social da França revolucionária, em 1830 ocorre uma repentina e estranha tendência a um retorno à Fé e à Igreja de Cristo 

Esse retorno é mencionado na maioria dos livros da história, embora os historiadores evitem citar os motivos dessa nova eclosão de fé.

E a razão desse retorno à fé deu-se devido à circulação de uma medalha cunhada a partir de uma importante aparição de Maria Santíssima.

Em consequência das inumeráveis graças alcançadas tornou-se conhecida popularmente como “medalha milagrosa”. A essa devoção atribuiu-se milagres espantosos, conversões eloquentes, sobretudo, curas notáveis por ocasião da terrível epidemia de cólera, proveniente da Europa oriental, que atingira Paris entre março a julho de 1832.

Rapidamente e sem explicação, essa medalha passou a ser sinal de união entre os que a possuíam e a traziam consigo. Foi a medalha religiosa mais difundida de todos os tempos.
Com Seus pés virginais, a Mãe do Verbo esmaga a cabeça da infernal serpente

Maria Santíssima com os braços estendidos, derramando graças, ao mesmo tempo esmaga, com Seus pés virginais, a cabeça da infernal serpente 

Naquele momento tão conturbado e decisivo, que determinaria a história da França e, posteriormente de todo o mundo, a Medalha Milagrosa surgia como um sacramental repleto de riquíssimo simbolismo cristão.

Numa das faces da Medalha, vê-se Maria Santíssima com os braços estendidos, derramando Suas graças, simbolizadas por raios de luz sobre os fiéis. Ao mesmo tempo esmaga, com Seus pés virginais, a cabeça da infernal serpente. Em redor, emoldurando a Virgem, a oração "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós".

Na face oposta, figuram a letra M encimada pela Cruz, e abaixo os Sagrados Corações de Jesus e de Maria. Circundando esse conjunto, doze estrelas que aludem claramente a célebre passagem do Apocalipse:

"Uma mulher vestida de sol, e a luz debaixo de seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça" (Ap 12,1).

Convém refletirmos que, em plena apoteose anticlerical e exarcebado endeusamento da razão sobre a Fé, a Mãe do Verbo, em pessoa, vem revelar Sua identidade através de um pequeno objeto, uma medalha, destinada a todos sem distinção.

Desde os primeiros tempos da Igreja a identidade de Maria era objeto de controvérsia entre teólogos. Em 431, o Concílio de Éfeso tinha proclamado o primeiro dogma marial: Maria é mãe de Deus.

A partir de 1830, a invocação “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”, que sobe ao céu, milhares e milhares de vezes repetida por milhares e milhares de corações de cristãos do mundo inteiro, a pedido da própria Mãe de Deus, revela-se como claro e determinante desígnio do Céu em resposta ao voluntário afastamento do homem ocidental às suas milenares raízes cristãs.

A despeito de sua humanidade, mas sob o influxo do Espírito Santo, é fato histórico incontestável que o Ocidente vinha sendo cristianizado, até então, pelo esforço heróico e paciente da Igreja Católica.

A Santíssima Virgem prenuncia graves calamidades que sobreviriam sobre a França e a Igreja
Catarina Labouré, humilde instrumento de Maria Santíssima na França 

Detalhes dessa aparição de Maria Santíssima e o conteúdo da mensagem permaneceram ocultos. O pleno reconhecimento deu-se algum tempo depois da morte da vidente, uma noviça chamada Catarina Labouré, em 1876 — 46 anos depois de ocorrida a aparição.

As profecias de Maria Santíssima feitas à Catarina Labouré, grande parte delas referentes à França de então, cumpriram-se à risca.

Entre essas profecias, a de que “graves calamidades” sobreviriam sobre a França e a Igreja, além de que a cruz seria outra vez “calcada aos pés” concretizaram-se quarenta anos depois.
"Desde agora, sereis Vós a minha Mãe!"

Pediu à Virgem que substituísse a mãe que acabava de perder: "Desde agora, sereis Vós a minha Mãe!" 

Mas para compreendemos os desígnios de Deus com essa grande intervenção celestial na história, além do contexto histórico político e social, convém conhecermos a infância e a formação de sua principal protagonista, Catarina Labouré, a quem a Mãe do Verbo revelou essa devoção.

 

No início, o Pe. Aladel não acreditou no que Catarina dizia; mas, após dois anos de insistência, ele procurou o Arcebispo, que ordenou em 20 de junho de 1832 que fossem cunhadas duas mil medalhas.

O modo como se difundiram as medalhas foi tão prodigioso, juntamente com grande número de graças operadas, que a medalha passou a ser conhecida como Medalha Milagrosa.


O Padre Aladel fala da medalha ao superior dos Padres Lazaristas que lhe obtém uma audiência com o arcebispo de Paris, D. Quélan. Impressionado com os acontecimentos manda cunhar a medalha sem revelar esses mesmo acontecimentos em 1832.

Por exemplo, em março de 1832, quando iam ser confeccionadas as primeiras medalhas, uma terrível epidemia de cólera, proveniente da Europa oriental, atingiu Paris. Mais de 18 mil pessoas morreram em poucas semanas. Num único dia, chegou a haver 861 mortes.

No fim de junho, as primeiras medalhas ficaram prontas e começaram a ser distribuídas entre os flagelados. Na mesma hora refluiu a peste, e tiveram início, em série, os prodígios que em poucos anos tornariam a Medalha Milagrosa mundialmente célebre.


Em 1834, a medalha é apelidada de 'milagrosa' porque realizam-se curas por seu intermédio e 'protectora'… porque protege. E é sob este aspecto de proteção que se espalha no mundo inteiro. Calcula-se que em 1839 já tinham sido feitos 10 milhões de exemplares.

A Rua du Bac torna-se um lugar de peregrinação.


A missão de Catarina Labouré estava cumprida. Os 46 anos que lhe restaram de vida, ela os passou como uma humilde irmã, da qual praticamente nada havia para falar. Só quando se aproximou sua morte, em 1876, sua superiora soube que fora ela a privilegiada Irmã que recebera aquela sublime missão.

A irmão Catarina Labouré morre em 31 de Dezebro de 1876.

Ela foi beatificada pelo Papa Pio XI em 1933 e canonizada no dia 27 de julho de 1947 pelo Papa Pio XII.

Cinqüenta e seis anos após sua morte, o corpo de Catarina foi encontrado inteiramente incorrupto, e é como se encontra ainda hoje na capela das Irmãs da Caridade, na Rue du Bac, em Paris.



Os significados da Medalha


A face principal da Medalha

A Santíssima Virgem de pé sobre o globo terrestre: isso significa que Ela, além de ser Nossa Mãe do Céu, é também a Rainha da Terra e de todo o Universo.

Ela esmaga sob seus pés uma serpente que representa o demônio, que tenta continuamente os homens com o intuito de levá-los
para o inferno.

Nossa Senhora tem um poder incomparavelmente maior que o do demônio. Ela protege todos os filhos que Lhe pedem
com confiança.

De Seus dedos saem raios de luz. Estes raios representam as graças que a Santíssima Virgem concede aos que se devotam a Ela. Perguntada por Santa Catarina por que de alguns dedos não saíam raios, Ela respondeu que desejava conceder mais graças, porém os homens não Lhe pediam.

A data de 1830 marca o ano das aparições de Nossa Senhora nas quais Ela revelou a Medalha a Santa Catarina Labouré. Foi no final da tarde do dia 27 de novembro.

Em volta da Medalha lê-se a frase: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. Nossa Senhora mandou colocar na Medalha esta curta oração para que ela fosse repetida com freqüência.


O verso da Medalha

 O grande “M” tendo sobre si uma cruz, é a inicial do nome de Maria. A cruz é a Cruz de Jesus, que morreu por nós. Aos pés da Cruz encontra-se Maria que sofre e nos anima em união completa com Jesus.

Em volta da Medalha estão desenhadas doze estrelas: é a coroa da Santíssima Virgem. Como Rainha do Céu e da Terra, Nossa Senhora tem uma coroa de doze estrelas que representam seu poder sobre toda a Criação. Tudo o que Ela pede a Deus, Ela obtém. Lado a lado, estão o Coração de Jesus e o Coração de Maria. Duas pequenas chamas indicam que eles queimam de amor por nós.

À esquerda, o Coração de Jesus está envolto por uma coroa de espinhos e tem uma chaga aberta que sangra. São nossos pecados e nossas más ações que O fazem sofrer: para redimir nossos pecados Ele foi coroado de espinhos. Ele morreu na Cruz e Seu Coração foi transpassado por uma lança.

À direita, o Coração de Maria está atravessado por uma espada que representa toda a dor que Ela sentiu durante a Paixão de Seu Filho por nós. Ela ofereceu esses sofrimentos em união aos de Jesus para que nós nos salvemos e possamos ir ao Céu.

*************
“Todas as pessoas que usarem a Medalha receberão grandes graças, trazendo-a ao pescoço”.

“As graças serão abundantes para as pessoas que a usarem com confiança”.

Estas foram as palavras de Nossa Senhora numa aparição a Santa Catarina Labouré, em 27 de novembro de 1830. E, a partir daí, milhões de pessoas no mundo inteiro passaram a receber graças através da Medalha Milagrosa.

Na morte da Santa, em 1876, a tiragem mundial da Medalha já ultrapassava um milhão de exemplares. Inúmeras conversões, curas e proteções extraordinárias, lhe conferiram rapidamente a sua fama de “Medalha Milagrosa”.


« Oh Maria concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a Vós! »

É esta a oração, o' Maria, que tu inspiraste a Santa Catarina Labouré, neste lugar, há cento e cincoenta anos; doravante, esta invocação, gravada na Medalha, é levada e pronunciada por tantos fiéis no mundo inteiro […].
Tu és bendita entre todas as mulheres!
Tu foste associada intimamente a todas as obras de nossa Redenção, associada à Cruz do nosso Salvador; teu coração foi transpassado, ao lado do seu coração. Agora, na glória de teu Filho, tu não cessas de interceder por nós, pobres pecadores. Tu velas pela Igreja, da qual é a Mãe. Tu velas sobre cada um de teus filhos.
Obtém de Deus, para nós, todas estas graças que simbolizam os raios de luz que irradiam de tuas mãos abertas, com a única condição: que tenhamos a ousadia de t'as pedir, que nos aproximemos de Ti com confiança, audácia e simplicidade de uma criança.
É assim que Tu nos conduzes ao Teu divino Filho.

Jean-Paul II (1980)

REDE SOCIAL, TV E RÁDIO


DEFESA DAS APARIÇÕES DE JACAREI

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ


(FEITA POR UM PEREGRINO, AO CONTEMPLAR UM VÍDEO FALANDO MAL DAS MESMAS CITADAS ACIMA, E SOBRE A CARTINHA DO BISPO DA ÉPOCA, ALEGANDO QUE AS APARIÇÕES NÃO ERAM VERDADEIRAS)


NÃO SEI QUEM FEZ MAS PRA MIM ESSA PESSOA MERECIA UMA MEDALHA DE HONRA DE NOSSA SENHORA POR ESTA BELA DEFESA

"Quando você diz que devemos dar ouvidos ao que os padres dizem a respeito das aparições de Jacareí, corre em um ledo engano, pois, a “opinião pessoal” deles é que não pode ser elevado ao nível de “dogma de fé”. As cartas de Dom Nelson são muito citadas pelos que latem que estas Sagradas Aparições são falsas. Portanto, mister se faz alguns esclarecimentos. Há duas cartas oficiais onde este indigitado bispo trata da matéria “aparições”. Uma primeira, publicada em 1996, enquanto o mesmo ainda era bispo de São José dos Campos (diocese a qual pertence Jacareí). Nesta, não há menção alguma ao nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, muito menos, excomunhão, há somente algumas orientações pastorais. A segunda, publicada em 2007 e republicada em 2011, realmente traz explicitamente o nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, porém, nesta, a palavra “excomunhão” é sequer mencionada.

Ainda há um probleminha com esta segunda carta. O dito bispo (certamente pela providência de Nossa Senhora) foi transferido para a diocese de Santo André/SP em 2003, e, observem, a segunda carta publicada por ele ocorreu no ano de 2007, quando já havia deixado de ter jurisdição eclesiástica sobre a cidade de Jacareí. Portanto, o mesmo, ao editar esta carta, violou a jurisdição eclesiástica conferida a ele pela Igreja, e, ainda, violentou gravemente a autoridade de Dom Moacir, então, bispo da Diocese de São José dos Campos, que, se quisesse, poderia ter criado o maior caso com isso, pois Dom Nelson desrespeitou frontalmente e atropelou sua autoridade eclesiástica, uma verdadeira afronta. Então eu lhes pergunto, vocês ainda vão dar credibilidade a um documento irregular e eivado de vícios como esse?

Vale lembrar, que não é obrigatório seguir estas cartas circulares dos bispos. Não há heresia nem cisma nisso. Um católico somente pode ser acusado de cismático ou herege se atentar contra os Dogmas de Fé. Que eu saiba, carta circular de bispo não é Dogma de Fé. Como a primeira carta de Dom Nelson não condena as Aparições de Jacareí, e a segunda está irregular, pode-se dizer que não pesa condenação oficial e regular da Igreja sobre estas Santas Aparições. Além do mais, até o presente momento, Dom José Valmor, que atualmente tem jurisdição eclesiástica sobre Jacareí, não fez pronunciamento oficial sobre as mesmas. Documento oficial onde o Profeta Marcos foi excomungado, também é inexistente, portanto, qualquer informação que diga o contrário é fruto de pura “fofoca”.

Ressalto que em Jacareí, realmente, não damos tanta importância aos documentos do Vaticano. O que nós realmente valorizamos é a doutrina que nos foi transmitida pelos santos, como Santo Afonso, São Luiz, Santa Teresa, São João da Cruz, etc... Outro adendo que gostaria de acrescentar, diz respeito ao fato da obrigatoriedade ou não das Sagradas Mensagens Celestiais. A orientação predominante entre os teólogos católicos, de que não é obrigatório seguir as Aparições de Nossa Senhora, se funda em meras opiniões pessoais de alguns clérigos a respeito do assunto. Esta orientação não tem o caráter da infalibilidade papal e muito menos é um Dogma de Fé. Realmente, o catecismo atual traz algo nesse sentido, mas vale lembrar que o mesmo não recebeu o caráter da infalibilidade pelo Concílio Vaticano II. Bem ao contrário do Santo Catecismo do Concílio de Trento. Este sim, recebeu o caráter de infalível. Ocorre que nossa amada Igreja há muito se transviou de uma tradição bíblica milenar, através da qual o “Deus dos Exércitos” sempre manifestou sua vontade ao povo de Israel por meio de suas aparições aos profetas (mesmo fenômeno que ocorre com o, também, profeta Marcos Tadeu, pois os fenômenos miraculosos e de aparições que ocorrem naquele Santuário, são da mesma espécie dos verificados na Sagrada Bíblia).

Ora, nos tempos bíblicos não era através dos fariseus, saduceus, príncipes e doutores da lei (a Igreja oficial da época) que Deus dava as suas diretrizes ao povo eleito, mas sim, através dos profetas, em outras palavras, dos videntes. Nos primórdios do cristianismo, também ocorria assim, pois, a própria origem da nossa amada Igreja se funda nas “aparições” de Jesus aos apóstolos e discípulos. Então, por que esta tradição bíblica foi quebra? Será que é porque as aparições aos profetas cessaram? Errado, pois nos últimos 100 anos ocorreram mais de 1000 aparições de Nossa Senhora, dos santos e anjos, e até de Deus.
A pergunta correta é, por que o clero tenta abafar isso, pois grande parte, senão todas, destas aparições também foram acompanhadas de sinais miraculosos, como, curas inexplicáveis pela ciência, sinais na natureza, etc... Se Deus usava deste expediente nos tempos bíblicos, certamente deveria continuar a usá-lo nos tempos do catolicismo, pois uma grande verdade que a Teologia professa é que Deus é imutável. Não citarei as passagens bíblicas onde Deus manifesta sua vontade através dos videntes/profetas, pois se assim fizesse, teria que citar a Bíblia inteira, pois a própria formação e ensinamentos nela transmitidos se dão por este meio. Gostaria apenas de citar um pequeno exemplo de qual atitude deveremos tomar frente às Aparições de Jacareí, tomando por base a Bíblia. Saulo, quando se dirigia à cidade de Damasco e Jesus lhe “aparece” exclama: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). Naquela ocasião, Jesus disse a ele para procurar os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! O ordenou que entrasse na cidade de Damasco e ali lhe seria dito o que deveria fazer. Beleza. E quem Deus enviou para Saulo? Os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! Mas Ananias, um vidente. Como eu sei que Ananias era um vidente? As Sagradas Escrituras nos contam que foi uma aparição de Jesus que disse para ele ir procurar Saulo. É só conferir At 9, 10-16ss.

Outro exemplo foi Judas Iscariotes; este preferiu errar com a Igreja oficial da época (lembra né, fariseus e saduceus) que acertar sem ela. Bom... Errou mesmo! E segundo alguns santos místicos, como Maria de Ágreda, sua alma se encontra no inferno. Assim, a posição teológica defendida pela maioria dos teólogos atuais, de que as aparições não são obrigatórias, falando em termos de estudo teológico da atualidade, é perfeitamente passível de questionamento, e, inclusive, daria uma boa tese de doutoramento. É um posicionamento que pode ser mudado. Não é Dogma de Fé. Gostaria de finalizar este ponto dizendo o seguinte. Jesus tolerou para sempre aquela Igreja oficial da época (o judaísmo) que rejeitou o projeto que suas aparições aos Apóstolos (que também eram videntes) propunha? Claro que não!!! Por causa disso, Deus se retirou do meio daquela Igreja e passou a habitar no meio dos seus videntes, os apóstolos e discípulos, e, assim, surgiu a nossa amada Igreja Católica (Mt 21, 39-45).

Não é objetivo do Profeta Marcos Tadeu, nem de sua Ordem e muito menos de nós, a Milícia da Paz (formada por todos os fiéis seguidores daquele Santuário) provocar um cisma na Igreja. Nós apenas denunciamos os erros (prerrogativa esta, conferida aos leigos pelo próprio Concílio Vaticano II), lutamos para que a devoção a Nossa Senhora, aos santos e anjos seja colocada em seu devido lugar, e que as suas mensagens, e as dos demais santos, e até as de Deus, seja acolhida como nos tempos Bíblicos, pois acreditamos que se isto não for feito, irá se abater gigantescos cataclismos sobre a Terra, de uma tal magnitude que nunca houve, nem jamais haverá. Acreditamos que esta “palavra de Deus” transmitida nas aparições é o caminho e a única forma de salvar o mundo, e qualquer obra, ou pessoa, que ensine ou faça diferente do que elas dizem, é desprezada por nós. O motivo para isto é muito simples. Desde tempos remotos, as Aparições de Nossa Senhora (inclusive as não aprovadas pela Igreja) vêm dizendo o que aconteceria ao mundo se esta “palavra de Deus” não fosse obedecida. Resultado, tudo o que elas disseram, em um passado remoto, está se cumprindo na atualidade. Então, não há outra conclusão a se fazer, a não ser admitir que elas eram verdadeiras, e que o clero errou. Aliás, o histórico de erro do clero é algo realmente interessante. Basta citar a condenação que pesou durante 20 anos sobre as Santas Aparições de Jesus Misericordioso à Santa Faustina, e não foi por um “bispozinho” qualquer. Foi pelo próprio papa da época. Se não fosse a atuação do então Cardeal Karol Józef Wojtyła, futuro Papa João Paulo II, estas aparições estariam condenadas até os tempos atuais, e, certamente, você seria um grande opositor delas, não é? Infelizmente, como atualmente o número de Cardeais, e clérigos em geral, com este nível de espiritualidade é praticamente nulo... tadinha das aparições... snif. Praticamente nenhum deles entende de Teologia Mística, o estudo apropriado para se avaliar as aparições e estudá-las.

Além do mais, as aparições de La Salette, Lourdes e Fátima, para quem conhece mais a fundo sua história, verá que elas na verdade não foram aceitas pelo clero. Muito pelo contrário, este as combateu com todas as suas forças. Na realidade, o que ocorreu, é que os fiéis praticamente as fizeram descer goela abaixo na garganta do clero, de tal modo, que eles não tiveram outra opção a não ser aprová-las. E, mesmo nestas que foram aprovadas, o estrago que o clero fez é algo incomensurável. Não as divulgou como deveria; se o corpo incorrupto de Santa Bernadete estivesse no Santuário de Lourdes iria converter milhões de fiéis, no entanto está praticamente escondido no convento de Nevers; o corpo incorrupto de Santa Jacinta foi escondido dos fiéis; a esmagadora maioria dos vaticanistas da Itália é de acordo que, até hoje, o terceiro segredo de Fátima não foi revelado em sua integralidade; a consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu até os dias atuais, etc... E isso, só para citar os danos que me vem à mente neste momento.

No Santuário das Aparições de Jacareí, o Profeta Marcos está resgatando tudo aquilo que a Igreja e a sociedade tanto se esforçaram para extinguir, os escapulários, medalhas, mensagens, enfim, a salvação do mundo que Nossa Senhora nos revelou e ofereceu com tanto amor ao longo de suas aparições na história. Sem dúvida, lá está se cumprido a passagem da Escritura na qual se diz: “Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas...” Mt 13,52 É uma nova aparição que resgata todas, até as mais antigas. Portanto, se ainda quiserem seguir a doutrina da cabeça deste cara de que não precisamos de aparições, o problema é de vocês. Aliás, se formos pensar bem, porquê Deus, Nossa Senhora os anjos e os santos apareceriam, né? Afinal de contas, nosso mundo está uma verdadeira maravilha, não é? Não temos problemas de droga, prostituição, corrupção, degradação moral, depressão, decadência da Igreja, violência, roubos, assassinatos, guerras, miséria..., todos os sacerdotes são verdadeiros Serafins de santidade, enfim, o Vaticano está dando conta do recado... Só não está apresentando um desempenho melhor devido a um “pequeno” probleminha de tráfico de influência entre os altos clérigos, desvio de verbas do banco do Vaticano, looby gay entre os padres, pedofilia generalizada, um papa progressista e comunista..., mas, afinal de contas, são probleminhas fáceis de serem solucionados, né? É... Em um mundo maravilhoso e em ótimo funcionamento como esse, realmente não entendo o motivo de tantas aparições..."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A SANTA MEDALHA DA PAZ

A MEDALHA DO AMANTÍSSIMO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ

A MEDALHA DA ROSA MISTICA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 01 - REVELAÇÕES A SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 02 - VIDA DE NOSSA SENHORA À SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS
ENTRE EM CONTATO PELOS TELEFONES ACIMA

A VIDA DE SÃO JOSÉ VOL.02 - REVELADA A IRMA MARIA CECÍLIA BAIJI

Santa Hora da Paz nº 5 - para ser rezada todos os dias as 08:00hs da noite

Santa Hora do Espírito Santo nº19 - para ser rezada todas as segundas-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Anjos nº19 - para ser rezada todas as terças-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Nº 36 - para ser rezada todas as quartas-feiras as 09:00hs da noite

TERÇO DA EUCARISTIA MEDITADO Nº 03

- para ser rezado em especial as quintas-feiras as 07:00hs da noite

SANTA HORA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Nº04

para ser rezada todas as sextas-feiras as 09:00hs da noite

SANTA HORA DAS LÁGRIMAS DA MÃE DE DEUS PARA SER REZADA TODOS OS SÁBADOS AS 07:00HS DA NOITE

Santa Hora de São José 38 - para ser rezada todos os domingos as 09:00hs da noite

Follow by Email

Quem sou eu

Minha foto

Acessem www.apparitionstv.com 
Adriana. casada, tenho dois filhos e sou agraciada por fazer parte da família de Maria Santíssima e dos Sagrados Corações Unidos nas Aparições de Jacareí-SP-Brasil ao seu escolhido Marcos Tadeu Teixeira.