AS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL SAIBA MAIS! @Marcostaddeu Informe-se pelo TEL: (0XX12) 9 9701-2427 e-mail: santuariodejacarei@gmail.com BLOG OFICIAL

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

16 de novembro - Dia de Santa Gertrudes


JACAREÍ, 12 DE FEVEREIRO DE 2012
MENSAGENS DE NOSSA SENHORA RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ E DE SANTA GERTRUDES


“ – Amados filhos Meus, hoje, quando vós ainda estais comemorando as Minhas Aparições em LOURDES à minha filhinha SANTA BERNADETTE , e também os 21 anos das Minhas Aparições Aqui em Jacareí, Eu venho, com todo o amor do Meu Coração Imaculado, para vos abençoar e dar a Paz!

O ANIVERSÁRIO DAS MINHAS APARIÇÕES AQUI EM JACAREÍ é para vós um sinal do Meu Coração Imaculado. Um Sinal do quanto Eu vos amei e tenho amado! Do quanto Eu fiz por vós e por vossa salvação. Do quanto aqui neste lugar Eu vos favoreci, vos abençoei, vos elevei do pó do pecado até as grandes alturas da oração, da meditação, da conversão, da busca da santidade, do conhecimento de Deus que já possuís, do conhecimento das coisas celestes... Este sinal deve mover o vosso coração cada dia mais para frente, para santidade, para o amor perfeito por Deus, por Mim, pelos planos e pela Lei do Senhor, de forma que todos os dias caminheis com um passo muito melhor, muito mais firme na via da Santidade a qual Eu vos convidei Aqui.

OS 21 ANOS DAS MINHAS APARIÇÕES AQUI SÃO A MAIOR PROVA DE AMOR DO MEU CORAÇÃO POR VÓS, MEUS FILHOS. POR QUE SE EU PERMANEÇO AQUI JÁ DURANTE TANTOS E TANTOS ANOS, É PORQUE VOS AMO DE MODO INFINITO, COM UM AMOR INCOMENSURÁVEL, ARDENTÍSSIMO... 
E EMBORA, MUITOS DE VOCÊS ME TENHAM CANSADO COM A SUA RESISTÊNCIA, COM A SUA DESOBEDIÊNCIA, LENTIDÃO, POUCA BOA VONTADE NO CORRESPONDER ÀS MINHAS MENSAGENS, EU NUNCA DESANIMEI, EU NUNCA DESISTI DE LUTAR PELA VOSSA SALVAÇÃO E PELA VOSSA CONVERSÃO...

E agora Eu já posso colher muitas e muitas flores de verdadeiro amor, de verdadeira conversão, de verdadeira penitência, de verdadeiro desejo de Deus nas almas e nos corações de tantos filhos Meus que Aqui, ao longo dos anos, responderam o Meu chamado.
Ainda espero muitos filhos Meus que ainda precisam dar-me o seu “SIM”, o seu coração! Para tanto, peço a cada um de vós que rezeis ainda mais para que se cumpra tudo quanto Eu planejei a respeito das Minhas Aparições Aqui e todas as almas que devem ser salvas pelo Meu Coração Imaculado possam, em breve, vir reunir-se a vós dentro do redil do Meu Coração Imaculado.

Por isso REZAI..., REZAI..., REZAI SEM CESSAR!!!

O ANIVERSÁRIO DAS MINHAS APARIÇÕES AQUI EM JACAREÍ é a grande prova do amor de Deus por todos vós, pois foi Ele quem Me enviou a vós, Meus filhos, para salvar-vos, para chamar-vos à conversão, ao caminho da oração e da penitência. Por isso, erguei hoje comigo as mãos ao Céu para agradecer ao Senhor por vos ter amado tanto, por vos ter beneficiado tanto. Por vos ter elegido e vos ter atraído para perto do Seu Santíssimo Coração por meio de Mim. Então, as vossas almas abrir-se-ão a uma nova capacidade de amar... A uma nova capacidade de servir ao Senhor... 

AS VOSSAS ALMAS DEVEM AGORA ABRIR-SE A UMA NOVA E MAIS INTENSA ENTREGA COMPLETA NAS MINHAS MÃOS, PARA QUE SE REALIZE NA VOSSA VIDA O PLANO QUE O SENHOR TRAÇOU COMIGO PARA O VOSSO BEM E O BEM DE TODA HUMANIDADE!

O ANIVERSÁRIO DAS MINHAS APARIÇÕES AQUI EM JACAREÍ é para vós um APELO, um CHAMADO A UMA SANTIDADE DE VIDA AINDA MAIOR, a uma oração mais INTENSA, mais PURA, mais isenta de mistura com as vossas intenções e a vossa vontade pessoal. A uma PENITÊNCIA sempre mais profunda, SEMPRE MAIS CONTRITA. A uma FÉ sempre mais aprimorada, mais fortalecida, mais esclarecida e robusta!

Para tanto, Eu desejo neste ano intensificar ainda mais a Minha ação em vós e no meio de vós, comunicando-vos muitas e novas luzes do Senhor, muitas e novas benção do Senhor, que Eu dele recebi para derramar sobre todos vós. 

Por isso, a vós peço hoje:
Mais docilidade, mais obediência, mais fé, mais confiança no Meu Coração Imaculado!
Prossegui com todas as orações que Eu vos dei Aqui, pois é através delas que todos os dias plasmo vossas almas, plasmo vossos corações, modelo os vossos corações para que eles se tornem cada dia mais semelhantes ao de Jesus, ao Meu, ao do Meu esposo José, mais conformes à vontade do Pai Eterno.

Eu vou realizar no mundo inteiro em breve, O GRANDE PENTECOSTES, o derramamento universal do Espírito Santo, que vai corrigir a consciência dos homens. Fará com que cada homem verdadeiramente conheça a verdade, olhe nos olhos do Deus verdadeiro e saiba que Ele existe, que ELE É, e que somente Nele está a verdadeira alegria e a plenitude da vida!

Cada homem, naquele Segundo Pentecostes, verá o seu próprio mal, verá a sua vida transcorrida sem Deus, sofrerá uma intensa dor por isso e essa “queimadura do fogo da verdade” fará com que cada homem saia melhor do encontro com o Deus vivo e verdadeiro, mais santo, mais purificado, mais inclinado ao bem e às coisas celestes do que as coisas terrestres.

Verdadeiramente em muitos povos erguer-se-á um vibrante hino de louvor ao Senhor depois que os homens passarem por esta graça e reconhecerem a verdade. Então, Meu Coração Imaculado fará com que multidões e multidões de homens de todas as nações voltem para Deus e se tornem novamente ovelhas de sua grei!

Um grande povo do oriente VAI CONVERTER-SE e a inumerável multidão de almas que de lá virá para o Meu Coração Imaculado e para o aprisco do Senhor será tão grande que vós não os podereis contar nem imaginar quantas conversões serão realizadas no dia daquele grande prodígio!

Eu, a vossa Mãe, peço-vos que continueis rezando todos os dias pelo SEGUNDO PENTECOSTES, para que aquela hora feliz das CONVERSÕES EM MASSA pelo mundo inteiro venha, para que assim Eu levante um povo santo, um povo fiel ao Senhor, ao Meu divino filho que disse em DOZULÉ que está vindo em breve sobre as nuvens do Céu e que o confirmou mesmo aqui, que já está as portas. 

Sim, o Amor está regressando a vós com amor. O Senhor, O AMOR SE DEIXA ENCONTRAR! O Amor está perto de vós. Procurai-O vós todos que andais longe do Meu filho, longe do verdadeiro Amor...
PROCURAI-O, ENCONTRAI-O ENQUANTO ELE SE DEIXA POR VÓS TOCAR, ENCONTRAR AQUI...

Eu, a Mãe do Segundo Pentecostes, a Mãe do Segundo Advento, vos preparo todos para o encontro com aquele que é o vosso tudo, que vos ama e que conhece até mesmo o número exato de células que tendes em vosso corpo!

Vinde a Mim, Meus filhos, porque Eu sou a vossa estrela! Eu sou a AURORA DOS NOVOS TEMPOS que chegam para vós.
A vos, a quem tanto amor dei, hoje, tanto mais amor peço.
A todos abençôo generosamente de LOURDES..., de DOZULÉ..., e de JACAREÍ...”


“- Amados irmãos Meus, Eu, GERTRUDES, serva do Senhor e de Maria Santíssima, vos saúdo hoje e vos dou a Paz!
Exultai no amor de Deus que tanto vos favoreceu Aqui. Que tantas bênçãos derramou sobre as vossas almas, e que vos chamou a uma vida de verdadeira amizade com Ele, com a Sua Mãe Santíssima, com toda Corte Celestial, dando-vos a provar já, um pouco daquela bem-aventurança que nós, os Eleitos, gozamos no paraíso!
Agradecei ao Senhor que vos amou tanto, que vos favoreceu tanto, e tanto vos enriqueceu AQUI NESTE LUGAR SANTO com a Sua luz, Sua paz, Sua graça, Sua misericórdia e Seu amor.

Fazei com que saia dos vossos corações, do vosso peito e da vossa alma, o mais perfeito e digno ‘Hino de Louvor’ para ele de forma que todo o Céu convosco se rejubile, convosco enalteça o nome do Senhor e proclame a Sua grandeza!

Exultai no amor de Deus que vos deu Aqui tantas milhares de Mensagens diretamente Dele, da Sua Mãe santíssima, dos Anjos, de Nós também, os Seus Santos, para o vosso crescimento espiritual. Para a vossa santificação e perfeição, fazendo Aqui esta verdadeira Escola de santidade, de amor a Deus na qual todos vós já estais caminhando há tanto tempo e que todos os dias sois convidados a entrar sempre mais, a aprender sempre mais muita oração, silêncio, boa leitura espiritual, para que a flor do amor em vós jamais murche, jamais seque, jamais morra...

Eu, GERTRUDES, vou abençoar-vos agora com as bênçãos especiais que o Senhor e a Virgem Santa Me concederam neste dia tão bendito, em que o Céu e a terra exultam de amor e alegria, pela vida do servo mais dedicado dos Três Sagrados Corações, o mais esforçado, o mais trabalhador dos irmãos Nosso, da Corte Celestial, dos santos e anjos do Céu!

E sobre ti, MARCOS, também derramo as graças especiais, as bênçãos singulares que tu granjeaste ao longo deste ano com os teus trabalhos, com as tuas gravações, sacrifícios e orações.
A todos, deixo neste momento a Paz!”

(Grande pausa)

MARCOS: “-Muito obrigado!...” (pausa) “-Muito obrigado a vós! Até breve...”

***************************
Santa Gertrudes "A Grande"
1256-1302

A vida contemplativa foi a forma escolhida por santa Gertrudes para dedicar-se a Deus. Nascida em Eisleben, na Saxônia, em 1256, ao contrário do que alguns historiadores dizem, ela não pertencia à nobreza, mas seus pais eram bem estabelecidos e cristãos fervorosos. 

Aos cinco anos de idade, foi entregue ao Mosteiro cisterciense de Helfa, onde cresceu adquirindo grande cultura profana e cristã. Possuidora de grande carisma místico, tornou-se religiosa consagrada. Conviveu no mosteiro com a grande mística Matilde de Magdeburg, mestra de espiritualidade, que escreveu em forma de poesia todas a sua preciosa vivência mística, depois encerrada num livro. 

Matilde foi o personagem decisivo na vida interior de muitas jovens que dela se aproximavam. Era mestra de uma espiritualidade fortemente ligada ao chamamento místico. Com ela, Gertrudes desenvolveu a sua de modo muito semelhante, recebendo, em seguida, através de suas orações contemplativas, muitas revelações de Deus. 

A partir dos vinte e cinco anos de idade, teve a primeira das visões que, como ela mesma narrou, transformaram sua vida. Toda a sua rica experiência transcreveu e reuniu no livro "Mensageiro do divino amor", talvez a mais importante obra cristã tendo como temática a teologia mística. Nele, também conta que, constantemente, era tomada por arrebatamentos sublimes e tristezas profundas advindas do estudo da Palavra. 

Essa notável mística cristã do período medieval foi uma das grandes incentivadoras da devoção ao Coração de Jesus, culto que alcançaria enorme expansão, no futuro, com santa Margarida Maria Alacoque, no século XVII. 

Mais tarde, foi eleita abadessa, cargo que exerceu até o fim de seus dias. Adoeceu e sofreu muitas dores físicas por mais de dez anos até ir comungar com seu amado esposo, Jesus, na casa do Pai, em 1302. 

A tradicional festa em sua memória, no dia 16 de novembro, foi autorizada e mantida nesta data pelo papa Clemente XII, em 1738.


Santa Gertrudes - Filha dileta do Coração de Jesus



 Tão ligada ao sobrenatural, mais parecia um anjo do Céu que uma criatura terrena. Viveu alheia às atrações mundanas e foi tida como “sustentáculo da religião”Por Plinio Maria Solimeo



Pouca coisa se sabe da vida de Santa Gertrudes. Os cinco livros de suas revelações nos oferecem poucos dados sobre sua própria vida. Sabemos que nasceu pelo ano de 1256. Seus pais a colocaram como aluna das beneditinas de Rodesdorf quando tinha apenas cinco anos.


Era priora desse mosteiro outra Gertrudes, de Hackeborn. Muito piedosa e culta, esta priora, vendo a estupenda inteligência de sua homônima, incentivou-a muito não apenas na observância monástica, mas também nas atividades intelectuais que Santa Lioba e suas freiras anglo-saxãs haviam transmitido às suas fundações na Germânia.

A pequena Gertrudes encantava a todos. “Nessa alma, Deus reuniu o brilho e o frescor das mais belas flores à candura da inocência, de maneira que encantava todos os olhares como atraía todos os corações”, diz sua biógrafa e contemporânea1.
A educação de Gertrudes foi confiada à irmã da priora, Matilde, muito adiantada na via mística e na santidade. Esta procurava incutir nas almas de suas alunas o fogo do amor de Deus que devorava seu coração. E encontrou em Gertrudes um campo propício para isso.

Assim, “conservando a pureza de coração durante os anos de sua infância e adolescência, e entregando-se com ardor aos estudos e artes liberais, [Gertrudes] foi preservada pelo Pai das misericórdias de todas as frivolidades que, com frequência, arrastam a mocidade”2.

Na conversão, recebe os estigmas de Cristo

Entretanto, em seu afã de passar das línguas para a retórica, e desta para a filosofia, ela diminuiu um tanto seu primitivo fervor. Foi quando, aos 26 anos de idade, depois de um mês de terrível provação, Nosso Senhor apareceu-lhe e fez-lhe compreender sua falta: “Provaste a terra com meus inimigos e sugaste algumas gotas de mel entre os espinhos.

Volta a mim, e te inebriarei na torrente de meu divino amor”3. Explica a biógrafa: “Então Gertrudes compreendeu que tinha estado longe de Deus, em região desconhecida, quando, aplicando-se até esse dia aos estudos mundanos, descuidara de lançar seu olhar para a luz da ciência espiritual e, devido a um apego muito forte aos encantos da sabedoria humana, descuidara de lançar seu olhar para a luz da ciência espiritual”4. Nessa visão foram-lhe impressas, não de modo visível externamente, os sagrados estigmas de Cristo Senhor Nosso.

Após tais acontecimentos, que ela chama de “sua conversão”, entregou-se com ardor ao estudo da teologia escolástica e mística, da Sagrada Escritura e dos Padres da Igreja, sobretudo de Santo Agostinho, São Gregório Magno, São Bernardo e Hugo de São Vítor.

Santa Matilde, que também era favorecida com aparições de Nosso Senhor Jesus Cristo, aconselhava Santa Gertrudes em suas dúvidas.

No mosteiro ela não exercia outra função senão a de irmã-substituta da irmã-cantora, Santa Matilde. Apesar de sempre doente e lutando tenazmente contra suas paixões, atendia às inúmeras pessoas que a vinham consultar, “com citações dos livros sagrados empregadas tão a propósito, que não permitiam objeções”

5. Para esclarecer seus consulentes escreveu em língua vernácula (as outras obras, escreveu-as em latim) alguns tratados, nos quais explicou passagens obscuras da Sagrada Escritura e transcreveu as mais belas sentenças dos Padres da Igreja. Infelizmente essas obras se perderam.

Sua biógrafa, que era uma de suas ardentes condiscípulas, afirma também que Gertrudes “era fortíssimo apoio da Religião, defensora tão zelosa da justiça e da verdade, que seria possível aplicar-lhe o que se diz do sumo sacerdote Simão no mesmo livro da Sabedoria: ‘Sustentou a casa durante sua vida’, isto é, foi o sustentáculo da Religião; ‘e em seus dias fortificou o templo’, no sentido de que, por seus exemplos e conselhos, fortificou o templo espiritual da devoção e excitou nas almas um maior fervor”6.

Pureza, humildade, bondade, fidelidade, caridade

Num ano em que o frio ameaçava os homens, animais e colheitas, durante a Missa Santa Gertrudes implorava a Deus que desse remédio a esses males. E teve a seguinte resposta: “Filha, hás de saber que todas tuas orações são ouvidas”. Ao que ela replicou: “Senhor, dai-me a prova desta bondade fazendo com que cessem os rigores do frio”.

Ao sair da igreja, a santa notou que os caminhos estavam inundados pela água produzida pela neve derretida. O tempo favorável continuou, e começou mais cedo a primavera.

Santa Gertrudes procurava esclarecer-se sobre suas visões, especialmente com Santa Matilde, que também era favorecida com aparições de Nosso Senhor Jesus Cristo. Sobre as duas, tendo uma alma santa do mosteiro perguntado a Nosso Senhor “por que exaltava Gertrudes acima de todas e parecia não reparar em Matilde, Ele respondeu: ‘Eu faço grandes coisas nesta, mas as que faço e ainda farei naquela são bem maiores’”.

E explicou o porquê dessa predileção: “Um amor todo gratuito me prende a ela, e é este mesmo amor que, por um dom especial, dispôs e conserva agora em sua alma cinco virtudes, em que me deleito: uma verdadeira pureza, pela influência contínua de minha graça; uma verdadeira humildade, pela abundância de meus dons, pois, quanto mais realizo grandes coisas nela, mais ela mergulha nas profundidades de sua indignidade pelo conhecimento de sua fragilidade; uma verdadeira bondade que a leva a desejar a salvação de todos os homens; uma verdadeira fidelidade, pela qual todos os seus bens me são oferecidos pela salvação do mundo; enfim, uma verdadeira caridade que a faz amar-me com fervor, com todo seu coração, toda sua alma e todas suas forças, e ao próximo como a si mesma por minha causa”8.

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Uma das inúmeras aparições de Nosso Senhor à santa, nas quais já preludia a devoção ao Sagrado Coração de Jesus

A Eucaristia era o centro da piedade de Gertrudes, que oferecia a Nosso Senhor todos seus atos e orações antes da comunhão, como preparação para acercar-se mais dignamente da Sagrada Mesa; e todos os que se seguiam à comunhão, como outros tantos atos de ação de graças pelo excelso benefício.

“Diz-se que Santa Gertrudes foi a santa da santa humanidade de Cristo, assim como Santa Catarina de Gênova o foi da divindade. Diz-se igualmente que Santa Gertrudes ensinou de maneira admirável a teologia da Encarnação, que foi a teóloga do Sagrado Coração, e que, se não foi escolhida para ser a apóstola do Sagrado Coração, foi ao mesmo tempo a amante radiosa, a poetisa delicada e a profetisa dessa devoção. Encarnação, misericórdia de Jesus e intimidade confiante com Ele, Sagrado Coração, tal é, com efeito, o domínio de Santa Gertrudes.

A isso convém acrescentar a Eucaristia: poucos levaram avante a comunhão freqüente tanto quanto ela, e com um sentido tão justo das condições requeridas”9.

Algumas das revelações de Nosso Senhor a Santa Gertrudes parecem preludiar as que faria quatro séculos depois a Santa Margarida Maria Alacocque sobre seu Sagrado Coração. Apresentou-lhe um dia, por exemplo, seu divino Coração sob a forma de um turíbulo de ouro, do qual subiam ao Pai Celeste tantas colunas de perfumado incenso quantas são as classes de homens pelas quais Ele deu a vida.

Santa Gertrudes assim fala de graças recebidas desse divino Coração: “Além desses favores, me admitistes ainda à incomparável familiaridade de vossa ternura, oferecendo-me a arca nobilíssima de vossa divindade, quer dizer, vosso Coração Sagrado, para que nele me deleite. Vós o destes a mim gratuitamente ou o trocastes pelo meu, como prova ainda mais evidente de vossa terna intimidade.

Por esse Coração divino conheci vossos secretos juízos. Por ele me destes tão numerosos e doces testemunhos de vosso amor, que se não conhecesse vossa inefável condescendência, eu ficaria surpreendida ao ver-vos prodigalizá-los até mesmo à vossa amada Mãe, se bem que Ela seja a mais excelente criatura e reine convosco no Céu”10.
Santa Gertrudes havia escrito uma preparação para a morte, para proveito dos fiéis. Consistia em um retiro de cinco dias, o primeiro dos quais consagrado a considerar a última enfermidade; o segundo, a confissão; o terceiro, a unção dos enfermos; o quarto, a comunhão; e o quinto a dispor-se para a morte. Certamente ela se preparou desse modo para seu falecimento. Segundo a tradição, este deu-se pelo ano 1302 ou 1303, durante um de seus inumeráveis êxtases, provavelmente no dia 15 de novembro.

Santa Teresa de Ávila e São Francisco de Sales promoveram muito o culto a essa santa extraordinária, mas só em 1739 ele foi estendido à Igreja Universal11.


PENSAMENTOS DE SANTA GERTRUDES DE HELFTA


"Beber desta fonte salvadora significa restituir a si a própria verdade, ofuscada pelo pecado, para recuperar a luminosidade da inteligência e do amor originais. Quem faz tal experiência reencontra o próprio coração, recriado no amor de Deus"

"Ó Amor, mergulha meu espírito nas águas deste Coração melífluo, sepultando nas profundezas da divina misericórdia todo o peso da minha iniqüidade e da minha negligência. Restitui-me, em Cristo, uma inteligência luminosa e um afeto puro, para que – através de ti – eu possa ter um coração imune, desembaraçado e livre".

"Ó Senhor, desejo louvar-te e agradecer-te porque, apesar da minha indignidade, mantiveste tua transbordante ternura para comigo. 

Quero ainda louvar-te porque alguns, ao ler estas páginas, poderão saborear na intimidade de seu ser as mais elevadas experiências. 

De fato, por meio do alfabeto, alcançam a ciência da filosofia aqueles que querem estudar; similarmente, por meio de sinais que, na verdade, são apenas figuras retratadas, os leitores destas páginas aprenderão a degustar dentro de si mesmos aquele maná escondido que não poderia ser associado a nenhuma mistura de imagens corpóreas, e de cujo sabor somente quem já experimentou sentirá fome".

"Naquela mesma hora, quando minha memória ainda se ocupava devotamente com tais pensamentos, senti que me estava sendo divinamente concedido – a mim, tão indigna que sou – aquilo mesmo que havia pedido na oração, isto é: no interior de meu coração, como sendo um lugar corpóreo, eu soube que tinham sido impressos os sinais de tuas santíssimas chagas, dignas de respeito e adoração".

"Deus onipotente e Mestre generoso de todo bem, digna-te garantir-nos sempre este alimento enquanto caminhamos em nosso exílio, na espera de que – contemplando com rosto descoberto a glória do Cristo – sejamos transformados à sua própria imagem, de luz em luz, como sob suavíssimo sopro".

"Durante uma pregação feita na capela por um frade, este dizia:

'O amor é um dardo de ouro. Se o homem o lança sobre qualquer outra pessoa, ele a possui de algum modo. Seria, pois, loucura usar o amor para os bens terrestres, mas negligenciar os bens celestes'.

Inflamada por tais palavras, 

Gertrudes disse ao Senhor: 'Que me seja condedido este dardo! Então, sem esperar um segundo, eu me esforçaria para vos transpassar com ele, a Vós, único bem-amado de minha alma, para ter-vos sempre comigo'. 

Ela ainda pronunciava tais palavras, quando viu o Senhor que a mirava com uma flecha áurea e lhe dizia:

'Tu planejas ferir-me, caso possuísses uma flecha de ouro. Mas eis que sou eu quem a tenho! Desejo com ela transpassar-te de tal modo, que jamais poderás sarar'".

"E era uma flecha com três curvaturas: no início, no meio e na extremidade.

Assim se mostrava o tríplice efeito que esta flecha provocava na alma ferida. 

Quando a primeira curvatura penetra na alma, sua ferida a torna semelhante a um enfermo, que sente somente desgosto pelos bens passageiros: não há coisa alguma neste mundo que lhe assegure prazer nem consolação. 

A segunda, ao penetrar na alma, a faz parecer uma pessoa com alta febre que, exasperada pela dor, reclama pelo remédio com extrema impaciência. 

Assim é a alma nesta situação: o desejo que possui é tão intenso que, sem conseguir dominá-lo nem moderá-lo, arde por unir-se a Deus. E quando isto lhe parece impossível, se acaso ela não o experimenta, chega quase a perder o respiro. 

A terceira curvatura, enfim, quando penetra na alma, a faz elevar-se a uma altura tão sublime que nenhum de nós pode imaginar. A tal ponto, que uma mínima descrição deste estado nos faria dizer que a alma – como se fosse separada de seu corpo – estivesse toda mergulhada em delícias, nas torrentes do néctar da divindade".

"Ó Fogo verdadeiro que tudo consome! 

Ó Fogo operante, cujo poder queima os vícios para manifestar à alma o suave vigor de tua unção! 

Só em ti nos é dada a força que restaura, re-fomando nosso ser segundo a imagem e semelhança original".

"Eu recitava esta prece:

'Pelo vosso Coração transpassado, ó Senhor amantíssimo, dignai-vos transpassar meu coração com os dardos de vosso amor, para que nada de terrestre nele pemaneça e que ele seja repleto unicamente da virtude de vossa divindade'. 

Tendo assim rezado, bem depressa percebi – através de uma graça interior e de um sinal externo que vi surgir sobre o crucifixo – que minha prece havia chegado ao vosso Coração. 

Com efeito, depois de receber o sacramento da vida, já de volta ao meu lugar, pareceu-me ver partir do lado direito do crucifixo que está impresso sobre meu livro algo como um raio de sol, cuja extremidade tinha forma de uma flecha. 

Este raio emanava vigorosamente em minha direção. Conteve-se por um instante, depois se lançou novamente e permaneceu fixo, atraindo toda a minha afeição".

"Ainda que sabia eu que me achava no dormitorio, me parecia que me encontrava no lugar do coro aonde costumava fazer minhas tibias orações e ouvi estas palavras'eu te salvarei e te livrarei.Não Temas'. 

Quando o Senhor disse isto, extendeu sua mão mão fina e delicada até tocar a minha, como para confirmar sua promessa e proseguiu: 

'Has mordido o pó com meus inimigos e has tratado de extrair mel dos espinhos. Volve-te agora a Mim, e minhas delicias divinas serão para ti como vinho'".

"Então vi na mão que pouco antes se me havía dado como prenda, as joias radiantes que anularam a pena de morte que havia sobre nós".


COM ETERNA CARIDADE , O SENHOR AMOU GERTRUDES
E POR ISSO, COMPASSIVO, DESDE A INFÂNCIA , A ATRAIU,
A LEVOU PARA O DESERTO
E FALOU-LHE AO CORAÇÃO
DESPOSOU-A PARA SEMPRE, NUM AMOR-FIDELIDADE.
E FALOU-LHE AO CORAÇÃO
Cf. Jr 31,3B; cf. Os 2, 16b.21


Ó DEUS,
QUE PREPARASTES PARA VÓS
UMA AGRADÁVEL MORADA NO CORAÇÃO DA VIRGEM 
SANTA GERTRUDES,
ILUMINAI , POR SUAS PRECES,
AS TREVAS DO NOSSO CORAÇÃO,
PARA QUE EXPERIMENTEMOS EM NÓS A ALEGRIA DA VOSSA PRESENÇA
E A FORÇA DA VOSSA GRAÇA.
POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,
VOSSO FILHO,
NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO.
AMÉM 


"ESTAI DE PRONTIDÃO, CINGI OS VOSSO RINS
E TRAZEI EM VOSSAS MÃOS AS LÂMPADAS ACESAS."
LC 12, 35

QUE A INTERCESSÃO DA VIRGEM SANTA GERTRUDES
NOS AUMENTE O FERVOR DA ORAÇÃO.


Ó Santa Gertrudes,
vós que tínheis terna devoção à humanidade de Cristo,
velai pelos que a vós recorrem com sincero arrependimento das suas faltas, como eu , nesta hora,
ajuda-me a dizer sempre sim ao plano de Deus para minha vida
e àqueles a quem apresento-vos em minha prece.

Ó Santa Gertrudes,
vós que fostes uma das primeiras devotas do Culto ao Coração de Jesus, conceda-me a graça de me sentir todo(a) inteiro(a) nos corações Sagrados de Jesus e Maria.
Olhai por todos os que têm fome de Deus e de Pão,
protegei nossas crianças,
orientai a juventude,
conservai o amor no coração dos esposos,
amparai os doentes e idosos,
conservai a Paz nos lares
e protegei-nos hoje e sempre.
AMÉM


SANTA GERTRUDES,
QUE TANTO AMASTES O CORAÇÃO DE JESUS,
INTERCEDEI POR NÓS!


PELA INTERCESSÃO DE SANTA GERTRUDES,
CONCEDEI-NOS, SENHOR, SEGUIR FIELMENTE
AO CRISTO, VOSSO FILHO.
"Ó Amor, o ardor de tua divindade abriu-me o Coração dulcíssimo de Jesus! Ó Coração do qual mana toda doçura. Ó Coração transbordante de ternura. Ó Coração repleto de caridade!"

ESTA SANTA, COM TODAS AS FORÇAS,
QUIS A VÓS SE UNIR PELO AMOR.
DA VIRTUDE AS MAIS ALTAS MONTANHAS
PROCUROU ESCALAR COM ARDOR

A DEUS PAI, E A JESUS, CRISTO REI,
E AO ESPÍRITO, PERENE LOUVOR.
CEM POR UM DAIS, Ó DEUS, PARA O POBRE
QUE DEU POUCO, PORÉM COM AMOR.

VIRGEM SANTA GERTRUDES
ORAI POR NÓS!

DEFESA DAS APARIÇÕES DE JACAREI

DEFESA ÀS APARIÇÕES DE JACAREÍ


(FEITA POR UM PEREGRINO, AO CONTEMPLAR UM VÍDEO FALANDO MAL DAS MESMAS CITADAS ACIMA, E SOBRE A CARTINHA DO BISPO DA ÉPOCA, ALEGANDO QUE AS APARIÇÕES NÃO ERAM VERDADEIRAS)


NÃO SEI QUEM FEZ MAS PRA MIM ESSA PESSOA MERECIA UMA MEDALHA DE HONRA DE NOSSA SENHORA POR ESTA BELA DEFESA

"Quando você diz que devemos dar ouvidos ao que os padres dizem a respeito das aparições de Jacareí, corre em um ledo engano, pois, a “opinião pessoal” deles é que não pode ser elevado ao nível de “dogma de fé”. As cartas de Dom Nelson são muito citadas pelos que latem que estas Sagradas Aparições são falsas. Portanto, mister se faz alguns esclarecimentos. Há duas cartas oficiais onde este indigitado bispo trata da matéria “aparições”. Uma primeira, publicada em 1996, enquanto o mesmo ainda era bispo de São José dos Campos (diocese a qual pertence Jacareí). Nesta, não há menção alguma ao nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, muito menos, excomunhão, há somente algumas orientações pastorais. A segunda, publicada em 2007 e republicada em 2011, realmente traz explicitamente o nome do Profeta Marcos Tadeu Teixeira, porém, nesta, a palavra “excomunhão” é sequer mencionada.

Ainda há um probleminha com esta segunda carta. O dito bispo (certamente pela providência de Nossa Senhora) foi transferido para a diocese de Santo André/SP em 2003, e, observem, a segunda carta publicada por ele ocorreu no ano de 2007, quando já havia deixado de ter jurisdição eclesiástica sobre a cidade de Jacareí. Portanto, o mesmo, ao editar esta carta, violou a jurisdição eclesiástica conferida a ele pela Igreja, e, ainda, violentou gravemente a autoridade de Dom Moacir, então, bispo da Diocese de São José dos Campos, que, se quisesse, poderia ter criado o maior caso com isso, pois Dom Nelson desrespeitou frontalmente e atropelou sua autoridade eclesiástica, uma verdadeira afronta. Então eu lhes pergunto, vocês ainda vão dar credibilidade a um documento irregular e eivado de vícios como esse?

Vale lembrar, que não é obrigatório seguir estas cartas circulares dos bispos. Não há heresia nem cisma nisso. Um católico somente pode ser acusado de cismático ou herege se atentar contra os Dogmas de Fé. Que eu saiba, carta circular de bispo não é Dogma de Fé. Como a primeira carta de Dom Nelson não condena as Aparições de Jacareí, e a segunda está irregular, pode-se dizer que não pesa condenação oficial e regular da Igreja sobre estas Santas Aparições. Além do mais, até o presente momento, Dom José Valmor, que atualmente tem jurisdição eclesiástica sobre Jacareí, não fez pronunciamento oficial sobre as mesmas. Documento oficial onde o Profeta Marcos foi excomungado, também é inexistente, portanto, qualquer informação que diga o contrário é fruto de pura “fofoca”.

Ressalto que em Jacareí, realmente, não damos tanta importância aos documentos do Vaticano. O que nós realmente valorizamos é a doutrina que nos foi transmitida pelos santos, como Santo Afonso, São Luiz, Santa Teresa, São João da Cruz, etc... Outro adendo que gostaria de acrescentar, diz respeito ao fato da obrigatoriedade ou não das Sagradas Mensagens Celestiais. A orientação predominante entre os teólogos católicos, de que não é obrigatório seguir as Aparições de Nossa Senhora, se funda em meras opiniões pessoais de alguns clérigos a respeito do assunto. Esta orientação não tem o caráter da infalibilidade papal e muito menos é um Dogma de Fé. Realmente, o catecismo atual traz algo nesse sentido, mas vale lembrar que o mesmo não recebeu o caráter da infalibilidade pelo Concílio Vaticano II. Bem ao contrário do Santo Catecismo do Concílio de Trento. Este sim, recebeu o caráter de infalível. Ocorre que nossa amada Igreja há muito se transviou de uma tradição bíblica milenar, através da qual o “Deus dos Exércitos” sempre manifestou sua vontade ao povo de Israel por meio de suas aparições aos profetas (mesmo fenômeno que ocorre com o, também, profeta Marcos Tadeu, pois os fenômenos miraculosos e de aparições que ocorrem naquele Santuário, são da mesma espécie dos verificados na Sagrada Bíblia).

Ora, nos tempos bíblicos não era através dos fariseus, saduceus, príncipes e doutores da lei (a Igreja oficial da época) que Deus dava as suas diretrizes ao povo eleito, mas sim, através dos profetas, em outras palavras, dos videntes. Nos primórdios do cristianismo, também ocorria assim, pois, a própria origem da nossa amada Igreja se funda nas “aparições” de Jesus aos apóstolos e discípulos. Então, por que esta tradição bíblica foi quebra? Será que é porque as aparições aos profetas cessaram? Errado, pois nos últimos 100 anos ocorreram mais de 1000 aparições de Nossa Senhora, dos santos e anjos, e até de Deus.
A pergunta correta é, por que o clero tenta abafar isso, pois grande parte, senão todas, destas aparições também foram acompanhadas de sinais miraculosos, como, curas inexplicáveis pela ciência, sinais na natureza, etc... Se Deus usava deste expediente nos tempos bíblicos, certamente deveria continuar a usá-lo nos tempos do catolicismo, pois uma grande verdade que a Teologia professa é que Deus é imutável. Não citarei as passagens bíblicas onde Deus manifesta sua vontade através dos videntes/profetas, pois se assim fizesse, teria que citar a Bíblia inteira, pois a própria formação e ensinamentos nela transmitidos se dão por este meio. Gostaria apenas de citar um pequeno exemplo de qual atitude deveremos tomar frente às Aparições de Jacareí, tomando por base a Bíblia. Saulo, quando se dirigia à cidade de Damasco e Jesus lhe “aparece” exclama: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9, 6). Naquela ocasião, Jesus disse a ele para procurar os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! O ordenou que entrasse na cidade de Damasco e ali lhe seria dito o que deveria fazer. Beleza. E quem Deus enviou para Saulo? Os fariseus e saduceus (a Igreja oficial da época)? Não! Mas Ananias, um vidente. Como eu sei que Ananias era um vidente? As Sagradas Escrituras nos contam que foi uma aparição de Jesus que disse para ele ir procurar Saulo. É só conferir At 9, 10-16ss.

Outro exemplo foi Judas Iscariotes; este preferiu errar com a Igreja oficial da época (lembra né, fariseus e saduceus) que acertar sem ela. Bom... Errou mesmo! E segundo alguns santos místicos, como Maria de Ágreda, sua alma se encontra no inferno. Assim, a posição teológica defendida pela maioria dos teólogos atuais, de que as aparições não são obrigatórias, falando em termos de estudo teológico da atualidade, é perfeitamente passível de questionamento, e, inclusive, daria uma boa tese de doutoramento. É um posicionamento que pode ser mudado. Não é Dogma de Fé. Gostaria de finalizar este ponto dizendo o seguinte. Jesus tolerou para sempre aquela Igreja oficial da época (o judaísmo) que rejeitou o projeto que suas aparições aos Apóstolos (que também eram videntes) propunha? Claro que não!!! Por causa disso, Deus se retirou do meio daquela Igreja e passou a habitar no meio dos seus videntes, os apóstolos e discípulos, e, assim, surgiu a nossa amada Igreja Católica (Mt 21, 39-45).

Não é objetivo do Profeta Marcos Tadeu, nem de sua Ordem e muito menos de nós, a Milícia da Paz (formada por todos os fiéis seguidores daquele Santuário) provocar um cisma na Igreja. Nós apenas denunciamos os erros (prerrogativa esta, conferida aos leigos pelo próprio Concílio Vaticano II), lutamos para que a devoção a Nossa Senhora, aos santos e anjos seja colocada em seu devido lugar, e que as suas mensagens, e as dos demais santos, e até as de Deus, seja acolhida como nos tempos Bíblicos, pois acreditamos que se isto não for feito, irá se abater gigantescos cataclismos sobre a Terra, de uma tal magnitude que nunca houve, nem jamais haverá. Acreditamos que esta “palavra de Deus” transmitida nas aparições é o caminho e a única forma de salvar o mundo, e qualquer obra, ou pessoa, que ensine ou faça diferente do que elas dizem, é desprezada por nós. O motivo para isto é muito simples. Desde tempos remotos, as Aparições de Nossa Senhora (inclusive as não aprovadas pela Igreja) vêm dizendo o que aconteceria ao mundo se esta “palavra de Deus” não fosse obedecida. Resultado, tudo o que elas disseram, em um passado remoto, está se cumprindo na atualidade. Então, não há outra conclusão a se fazer, a não ser admitir que elas eram verdadeiras, e que o clero errou. Aliás, o histórico de erro do clero é algo realmente interessante. Basta citar a condenação que pesou durante 20 anos sobre as Santas Aparições de Jesus Misericordioso à Santa Faustina, e não foi por um “bispozinho” qualquer. Foi pelo próprio papa da época. Se não fosse a atuação do então Cardeal Karol Józef Wojtyła, futuro Papa João Paulo II, estas aparições estariam condenadas até os tempos atuais, e, certamente, você seria um grande opositor delas, não é? Infelizmente, como atualmente o número de Cardeais, e clérigos em geral, com este nível de espiritualidade é praticamente nulo... tadinha das aparições... snif. Praticamente nenhum deles entende de Teologia Mística, o estudo apropriado para se avaliar as aparições e estudá-las.

Além do mais, as aparições de La Salette, Lourdes e Fátima, para quem conhece mais a fundo sua história, verá que elas na verdade não foram aceitas pelo clero. Muito pelo contrário, este as combateu com todas as suas forças. Na realidade, o que ocorreu, é que os fiéis praticamente as fizeram descer goela abaixo na garganta do clero, de tal modo, que eles não tiveram outra opção a não ser aprová-las. E, mesmo nestas que foram aprovadas, o estrago que o clero fez é algo incomensurável. Não as divulgou como deveria; se o corpo incorrupto de Santa Bernadete estivesse no Santuário de Lourdes iria converter milhões de fiéis, no entanto está praticamente escondido no convento de Nevers; o corpo incorrupto de Santa Jacinta foi escondido dos fiéis; a esmagadora maioria dos vaticanistas da Itália é de acordo que, até hoje, o terceiro segredo de Fátima não foi revelado em sua integralidade; a consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu até os dias atuais, etc... E isso, só para citar os danos que me vem à mente neste momento.

No Santuário das Aparições de Jacareí, o Profeta Marcos está resgatando tudo aquilo que a Igreja e a sociedade tanto se esforçaram para extinguir, os escapulários, medalhas, mensagens, enfim, a salvação do mundo que Nossa Senhora nos revelou e ofereceu com tanto amor ao longo de suas aparições na história. Sem dúvida, lá está se cumprido a passagem da Escritura na qual se diz: “Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas...” Mt 13,52 É uma nova aparição que resgata todas, até as mais antigas. Portanto, se ainda quiserem seguir a doutrina da cabeça deste cara de que não precisamos de aparições, o problema é de vocês. Aliás, se formos pensar bem, porquê Deus, Nossa Senhora os anjos e os santos apareceriam, né? Afinal de contas, nosso mundo está uma verdadeira maravilha, não é? Não temos problemas de droga, prostituição, corrupção, degradação moral, depressão, decadência da Igreja, violência, roubos, assassinatos, guerras, miséria..., todos os sacerdotes são verdadeiros Serafins de santidade, enfim, o Vaticano está dando conta do recado... Só não está apresentando um desempenho melhor devido a um “pequeno” probleminha de tráfico de influência entre os altos clérigos, desvio de verbas do banco do Vaticano, looby gay entre os padres, pedofilia generalizada, um papa progressista e comunista..., mas, afinal de contas, são probleminhas fáceis de serem solucionados, né? É... Em um mundo maravilhoso e em ótimo funcionamento como esse, realmente não entendo o motivo de tantas aparições..."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A SANTA MEDALHA DA PAZ

A MEDALHA DO AMANTÍSSIMO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ

A MEDALHA DA ROSA MISTICA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 01 - REVELAÇÕES A SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

MÍSTICA CIDADE DE DEUS - VOL. 02 - VIDA DE NOSSA SENHORA À SOROR MARIA DE JESUS DE AGREDA

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS

LIVROS MISTICA CIDADE DEUS
ENTRE EM CONTATO PELOS TELEFONES ACIMA

A VIDA DE SÃO JOSÉ VOL.02 - REVELADA A IRMA MARIA CECÍLIA BAIJI

Santa Hora da Paz nº 5 - para ser rezada todos os dias as 08:00hs da noite

Santa Hora do Espírito Santo nº19 - para ser rezada todas as segundas-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Anjos nº19 - para ser rezada todas as terças-feiras as 09:00hs da noite

Santa Hora dos Santos Nº 36 - para ser rezada todas as quartas-feiras as 09:00hs da noite

TERÇO DA EUCARISTIA MEDITADO Nº 03

- para ser rezado em especial as quintas-feiras as 07:00hs da noite

SANTA HORA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Nº04

para ser rezada todas as sextas-feiras as 09:00hs da noite

SANTA HORA DAS LÁGRIMAS DA MÃE DE DEUS PARA SER REZADA TODOS OS SÁBADOS AS 07:00HS DA NOITE

Santa Hora de São José 38 - para ser rezada todos os domingos as 09:00hs da noite

Follow by Email